Segunda-feira, 21 de Maio de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

3ª Grande Corrida da RDP - Figueira da Foz

03 de Agosto de 2008 - 00:00h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1319
3ª Grande Corrida da RDP - Figueira da Foz Esta tarde, dia 3 de Agosto, cumpriu-se uma vez mais a realização da 3ª Grande Corrida RDP. Foi uma corrida bastante agradável que contou com casa quase cheia, estando mais de 3/4 da praça ocupada, numa tarde em que as temperaturas altas tão bem se fizeram sentir naquela praça.

Dirigiu a Corrida, sem incidências a salientar, o Delegado Técnico do IGAC, o Sr. Agostinho Borges, assistido pelo médico veterinário Guilherme Matias.

Como o Taurodromo.com já noticiou, o cartel para esta corrida esteve composto pelos cavaleiros João Moura Jr., Manuel Lupi e João Telles Jr..

Por sua vez, as pegas estiveram a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Lisboa, Amadores do Aposento da Moita e Amadores do Aposento da Chamusca.

Relativamente ao curro de toiros para esta corrida, pertenceu à ganadaria de Francisco Romão Tenório, que deu um jogo desigual.

Abriu a corrida o cavaleiro João Moura Jr., para lidar um toiro de 4 anos com 600 Kg. O cavaleiro teve uma lide regular, não havendo grandes pormenores a salientar. O cavaleiro cumpriu no que lhe foi possível, visto o toiro que lhe calhou em sorte apresentar alguma deficiência de visão, o que dificultou que o cavaleiro conseguisse manter a atenção do toiro. No entanto, dentro do que o toiro permitiu o cavaleiro mostrou bastante técnica e assertividade.
Pegou Francisco Mira, pelo Grupo de Forcados Amadores de Lisboa à segunda tentativa, com uma excelente pega.

O segundo toiro da corrida de 520 Kg e de nome Clavilino, coube ao cavaleiro Manuel Lupi. Este fez uma boa actuação, na qual teve contudo um 1º ferro ligeiramente descaído, mas que, corrigiu muito bem no seu segundo. Teve muito bem no 2ª curto, com um bonito remate ao estribo. Este exemplar de Francisco Romão Tenório fez investidas suaves, facilitando a lide do cavaleiro. Terminou a sua primeira actuação com dois ferros de palmo. Na globalidade, o cavaleiro teve uma lide bastante agradável e, na qual mostrou muito talento e assertividade.
Pegou este toiro Hugo Mineiro pelo Grupo de Forcados do Aposento da Moita, à primeira tentativa, tendo sido esta uma boa pega.

O cavaleiro João Telles Jr. entrou na arena para lidar o terceiro toiro da tarde, de seu nome Andorro, com 510 Kg. O cavaleiro recebeu o toiro à porta Gaiola, toiro este que, desde cedo mostrou querer refugiar-se nas tábuas. O cavaleiro soube trazer o toiro para os médios tendo executado uma boa lide, sem erros a salientar.
Pegou o terceiro toiro da noite Francisco Montoya do Grupo de Forcados do Aposento da Chamusca, à primeira tentativa, com uma boa pega.

A corrida prosseguiu com o cavaleiro João Moura Jr. que lidou o quarto exemplar da tarde de 515 Kg e de seu nome Romero . Esperou o toiro à porta gaiola e fez uma lide bastante envolvente e ligada. Colocou a ferragem sem qualquer erro a apontar a este jovem cavaleiro. No decorrer da sua lide, João Moura Jr. rematou as suas sortes com algumas piruetas de enorme beleza e terminou a sua lide de forma bastante vibrante com o público a aplaudir a boa lide deste cavaleiro.
Pegaram os Forcados Amadores de Lisboa, na pessoa de João Vasco Lucas. O forcado tentou pegar o toiro sozinho na arena mas este parecia saber ao que ia e jogou com o forcado, tendo-o lesionado na sua 3ª tentativa de pega. Por este motivo, foi dobrado por Pedro Miranda, tendo esta sido uma boa pega.

O quinto toiro da corrida coube ao cavaleiro Manuel Lupi. Era um exemplar de nome Capea, com 570 Kg. O cavaleiro esteve muito bem nos compridos e bem nos curtos, sem qualquer erro a apontar-lhe. O toiro que lhe calhou em sorte não se revelou o mais atento às suas funções mas o cavaleiro teve uma boa lide, na qual demonstrou bastante astúcia.
A pega deste toiro esteve a cargo de Luís Fera pelo Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Moita, tendo esta sido concretizada à primeira tentativa, após o forcado ter saído da cara do toiro mas ter conseguido manter-se agarrado a este de forma um pouco aparatosa.

Para lidar o último toiro da tarde, de seu nome Campanilero, com 610 Kg, entrou na arena o cavaleiro João Telles Jr.. O exemplar mais pesado da tarde mostrou-se um pouco distraído no decorrer de toda a sua lide. No entanto, o cavaleiro João Telles Jr. soube colocar o toiro de forma a poder tirar partido deste manso que pouca atenção deu ao cavaleiro. No geral, o cavaleiro fez bem aquilo que pode fazer. Para finalizar a sua lide, João Telles Jr. cravou um ferro de violino e ferro de palmo.
A pega deste toiro esteve a cargo do forcado João Vinagre pelo Grupo de Forcados Amadores do Aposento da Chamusca, tendo sido consumada à 2ª tentativa, com uma boa pega.

Nesta corrida estavam em disputa os Troféus para a "Melhor Lide" e para a "Melhor Pega", tendo estes sido atribuídos, no final, ao cavaleiro João Moura Jr. pela 4ª lide da tarde e ao forcado Francisco Mira do Grupo de Forcados Amadores de Lisboa pela 1ª pega da tarde, respectivamente.
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.