Quinta-feira, 19 de Julho de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Arruda dos Vinhos, 13 de Agosto de 2008 - Novilhada

15 de Agosto de 2008 - 00:00h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1239
Arruda dos Vinhos, 13 de Agosto de 2008 - Novilhada António Barrocal, foi quem dirigiu a novilhada que abriu a Feira Taurina de Arruda, cujo objectivo foi dar uma oportunidade aos mais novos da festa, para mostrarem as suas valências. Foi um espectáculo de meia cada numa noite bastante fresca que teve altos e baixos pois a experiencia não era propriamente o forte de todos os participantes.

Luís Ilaco foi quem actuou em primeiro lugar, mas o seu adversário revelou-se pouco interessado no cavaleiro, mesmo após a colocação da ferragem comprida. Na Ferragem comprida o cavaleiro colocou o primeiro ferro da noite um pouco descaído, mas corrigiu muito bem no segundo. Nos curtos o cavaleiro mostrou boa técnica, apenas a apontar o toque por distracção que levou na montada ao colocar o terceiro curto. Para abrir as pegas o jovem João Marques do juvenis de Vila Franca, com uma pega à segunda tentativa que lhe valeu o prémio para a melhor pega da noite.

Em segundo lugar actuou Alda Maria, que recebeu o seu oponente à porta gaiola, mostrou muita vontade de triunfar, e em simultâneo também alguma falta de experiência. Faltou-lhe temple, actuou sempre a correr, quase sem parar para citar ou preparar um ferro. De certo que pela garra que mostrou nos trará melhores actuações futuramente. Vasco Caldas pelos de juvenis das caldas concretizou à segunda tentativa.

Chegou a vez de João Soller Garcia, que protagonizou a lide de referência da noite, mostrou a calma necessária para tourear, na colocação dos compridos, uma correcta preparação das sortes, citou de praça a praça, esteve bastante bem na ferragem curta e proporcionou bonitos momentos de brega. A Sua lide valeu-lhe o prémio para melhor lide a cavalo. Diogo Silva, pelos juvenis do Clube Tauromáquico Alenquerense concretizou a pega é terceira tentativa.

À cavaleira Maria Mira calhou-lhe um novilho que se mostrou minimamente colaborador que foi lidado com demasiada suavidade, no entanto esteve bem no desenvolvimento da lide, soube interpretar o seu adversário e medir as suas distâncias, depois citou, cravou e rematou. A apontar apenas pouca alegria transmitida para as bancadas. Pelos juvenis de Vila franca, Alexandre Carolino concretizou a quarta pega da noite apenas à segunda tentativa.

Manuel Vacas de Carvalho lidou o quinto novilho da noite, que mostrou no geral boas qualidades como cavaleiro. Embora se tivesse mostrado um pouco irregular no local onde deveria deixar a ferragem, toda a actuação foi reveladora de um futuro cavaleiro bem sucedido. Pelos Juvenis das Caldas, Mário Cardeira concretizou a pega à primeira tentativa.

Por ultimo e para encerrar o espectáculo de uma forma bastante agradável, Verónica Cabaço, trouxe alegria à praça ao lidar o ultimo novilho da noite que mostrava sinais de se querer adiantar. A Cavaleira mostrou os seus dotes, uma postura no cavalo bonita e toureira, desenvolvendo uma lide muito acertada, onde até colocou um ferro de violino. Nada se teria a apontar não fosse o toque que levou na montada quase no fim da actuação. Luís Raimundo pelos Juvenis do clube Tauromáquico Alenquerense, apenas concretizou a pega à terceira tentativa, ao contrariar o Director de corrida que mandou recolher o toiro por este ter um corno desembolado.
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.