Sábado, 18 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Corrida de Alternativa de João Ribeiro Telles Jr. - Campo Pequeno (4 de Setembro)

04 de Setembro de 2008 - 00:00h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1261
Corrida de Alternativa de João Ribeiro Telles Jr. - Campo Pequeno (4 de Setembro) Hoje, dia 4 de Setembro realizou-se, na Monumental do Campo Pequeno, a Corrida de Alternativa do jovem cavaleiro João Ribeiro Telles Jr., o mais jovem da Dinastia Ribeiro Telles, que a recebeu das mãos de seu pai, o cavaleiro João Ribeiro Telles, na presença do seu avô, o Mestre David Ribeiro Telles.

Foi uma corrida memorável que, contou com casa totalmente cheia.

Dirigiu a Corrida, sem quaisquer incidências, o Delegado Técnico do IGAC, o Sr. Ricardo Rodrigues Pereira, auxiliado pelo veterinário, o Sr. Patacho de Matos.

Abrilhantou a corrida a centenária Banda da Sociedade de Instrução Coruchense.

Como o Taurodromo.com já noticiou, para além do João Ribeiro Telles Jr., o cartel para esta corrida esteve composto pelos cavaleiros João Ribeiro Telles, António Ribeiro Telles e Manuel Telles Bastos. As pegas estiveram a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Santarém e de Coruche.
Relativamente ao curro para esta corrida, pertenceu à Ganadaria Passanha, que se apresentou muito bem, com exemplares de notável qualidade, que estiveram bastante à altura do espectáculo.

Abriu a corrida o cavaleiro que tomava a Alternativa, João Ribeiro Telles Jr., montando o Bacatum, para lidar o primeiro exemplar da noite da Ganadaria Passanha, de seu nome Trágico, com nº de costado 51 e 570 Kg. O cavaleiro recebeu o toiro à porta gaiola, e teve um bom primeiro comprido. No seu segundo comprido, o cavaleiro entrou à tira, de forma muito correcta e fez mais um comprido notável. O cavaleiro alternou a sua montada para o Ojeda e teve uma muito boa actuação, quer nos curtos quer nos compridos. No geral, o jovem cavaleiro fez uma distinta actuação com todas as suas sortes desenhadas primorosamente, com o público a vibrar e a confirmar a empatia existente entre ambos. João Ribeiro Telles Jr. terminou a sua primeira actuação com um ferro de palmo de muito bom nível.

Pegou o cabo do Grupo de Forcados Amadores de Santarém, Diogo Sepúlveda, à segunda tentativa, com uma muito boa pega, que apesar de ter entrado em terrenos proibidos, soube aguentar-se muito bem.


O segundo toiro da corrida de 570 Kg e de seu nome Varado, com o nº de costado 44, coube ao cavaleiro da Torrinha, João Ribeiro Telles.
João Ribeiro Telles iniciou a sua lide com um bom comprido. O cavaleiro prosseguiu, sabendo interpretar e medir os terrenos do toiro. Ao longo de toda a sua lide o cavaleiro cravou de modo firme, astuto e bonito, quer nos compridos quer nos curtos. O cavaleiro teve uma lide de muito bom nível, com o público a vibrar com a sua actuação. Terminou com um violino muito bom.

Pegou este belo exemplar da Ganadaria Passanha António Macedo pelo Grupo de Forcados Amadores de Coruche, à primeira tentativa, com uma pega de muito bom nível.

O cavaleiro António Ribeiro Telles, entrou na arena para lidar o terceiro exemplar da noite, de seu nome Desejado, com 578 Kg, e nº de costado 60. O cavaleiro iniciou a sua actuação com um bom comprido à gaiola, de muito bom nível. Prosseguiu com um grande ferro comprido, cravado de alto a baixo, com o público a aplaudir o cavaleiro. O cavaleiro teve um primeiro curto com muita personalidade. Ao longo de toda a sua lide, o cavaleiro mostrou a sua classe enquanto cavaleiro e o seu toureio clássico, cravando sempre de alto a baixo, com ferros a dominar sempre o centro da sorte. O exemplar de Passanha que lhe calhou em sorte mostrou-se bastante nobre, suave, com boas arrancadas e uma boa colocação. No global, o cavaleiro esteve muito bem quer nos compridos quer nos curtos, tendo tido uma lide limpa do início ao fim, na qual mostrou o seu engenho e a sua capacidade de aproveitar as situações que o toiro lhe ofereceu.

Pegou o terceiro toiro da noite Gonçalo Veloso pelo Grupo de Forcados Amadores de Santarém, à segunda tentativa, com uma boa pega.

A corrida prosseguiu com o cavaleiro Manuel Ribeiro Telles Bastos e o quarto toiro da noite. Este, era um exemplar de Passanha com o nome Abridor, com 572 Kg, e com nº de costado 76. No início da sua lide, o cavaleiro teve uns bons compridos, bastante bem colocados. Apesar deste ter sido um toiro que não se afigurou muito fácil, o cavaleiro prosseguiu, puxando serenamente o toiro para os médios, cravando ao estribo. Foi uma lide na qual Manuel Ribeiro Telles Bastos não teve quaisquer erros a salientar, tendo tido uma lide agradável e limpa. Terminou a sua lide com um ferro de palmo que, foi de todos os ferros da sua actuação, o seu melhor.

A pega deste toiro esteve a cargo de Pedro Crispim pelo Grupo de Forcados Amadores de Coruche, tendo esta sido, uma boa pega, concretizada à primeira tentativa.

Os cavaleiros João Ribeiro Telles e João Ribeiro Telles Jr. entraram na arena para lidar, a duo, o quinto toiro da corrida que lhes calhou em sorte. O cavaleiro João Ribeiro Telles pediu dispensa ao Sr. Director de Corrida, para deixar o seu filho lidar este exemplar. Era um toiro com 608 Kg, com nº de costado 77 e de seu nome Hidra. João Ribeiro Telles Jr. iniciou a sua lide com um bom primeiro comprido e continuou, fazendo sempre uma brilhante actuação, brindando o público com o seu estilo tão próprio, bastante certeiro e alegre. O toiro revelou-se um bom exemplar, com boas investidas, permitindo ao cavaleiro brindar o público com uma actuação notável. Terminou a sua actuação com um par de bandarilhas de excelente nível, que levou o público ao rubro.

Pegaram o quinto toiro da noite, com uma pega de Cernelha, Ricardo Tavares e David Romão pelo Grupo de Forcados Amadores de Santarém, à primeira tentativa, com uma pega muito boa.

Para lidar, a duo, o sexto e último toiro da noite, de seu nome Varredor, com 628 Kg e nº 4, entraram novamente na arena os cavaleiros António Ribeiro Telles e Manuel Ribeiro Telles Bastos. Os cavaleiros receberam o toiro em praça e o cavaleiro António Ribeiro Telles teve um bom primeiro comprido. Prosseguiu o seu sobrinho, também com um comprido muito bem executado. Este exemplar mostrou-se bastante ligado e atento no decorrer da sua lide, tendo feito boas investidas. Fizeram uma lide de elevado nível e limpa, não fosse um pequeno toque que António Ribeiro Telles sofreu na sua montada.
Para regozijo de todos quantos se deslocaram à praça e também para os que assistiam pela televisão, entraram na arena os quatro cavaleiros actuantes na corrida, para brindar o público com uns notáveis ferros, tendo terminado a sua actuação em apoteose, com toda a praça em pé, a aplaudir incessantemente todos os cavaleiros pela sua brilhante actuação.

Pegou este sexto toiro da corrida Amorim Ribeiro Lopes do Grupo de Forcados Amadores de Coruche, que não conseguiu concretizar à primeira, tendo saído lesionado da praça, e sido substituído, tendo este concretizado à sua primeira tentativa com uma pega muito bem executada.

Este foi, sem dúvida, um dos melhores espectáculos realizados na Monumental do Campo Pequeno, nesta Temporada, que contou com casa completamente cheia e com um cartel exímio composto apenas por Ribeiro Telles, numa noite em que tudo correu magnificamente bem e na qual, no final, todos os cavaleiros saíram em ombros da Praça.

Contudo, pena foi que a Porta Grande desta Monumental tivesse sido aberta tardiamente para os cavaleiros por ela sairem.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.