Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Alternativa de Agostinho Silva em Vila Franca

No ultimo Sábado Palha Blanco voltou a abrir as portas para mais uma tarde de toiros e para concretizar o sonho de Agostinho da Silva cavaleiro da terra que tomou a alternativa nesse dia com 56anos de idade, tendo como padrinho Luís Rouxinol e Rui Fernande
27 de Julho de 2009 - 14:26h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1471
Alternativa de Agostinho Silva em Vila Franca No ultimo Sábado Palha Blanco voltou a abrir as portas para mais uma tarde de toiros e para concretizar o sonho de Agostinho da Silva cavaleiro da terra que tomou a alternativa nesse dia com 56anos de idade, tendo como padrinho Luís Rouxinol e Rui Fernandes como testemunha que regressou as arenas após algumas semanas ausente devido a uma lesão.

O curro era da Ganadaria Murteira Grave que apresentou exemplares de excelente apresentação mas que deixaram muito a desejar na bravura e nobreza, à excepção do 1º e 5º da ordem.

Iniciou as lides Agostinho da Silva lidando um dos mais bravos da tarde não complicando e ate ajudando muito a lide do "novo" cavaleiro, conseguindo este uma lide regular. O seu segundo e ultimo da tarde saiu manso e a defender-se nas tábuas Agostinho da Silva que mostrou serias dificuldades de brega (entre outras....), teve problemas em colocar o toiro em sorte e muita dificuldade em deixar a ferragem.

Para o cavaleiro de Pegões saíram dois dos piores da tarde. No seu primeiro deixou dois ferros compridos de elevada nota, e nos curtos valeu "tarimba" que já possui teve a cabeça assente e pulso firme, com bons momentos de brega colocou o toiro em sorte e cravou de alto a baixo rematando a lide com um ferro de palmo, não fosse alguns toques que levou na montada e teria a lide muito mais brilho. No segundo que lhe coube o cavaleiro teve mais matéria-prima para brilhar deixou dois compridos destaque para o primeiro. Nos curtos optou por um toureio mais artístico com ladeares na cara do toiro que fizeram o publico vibrar deixou um excelente segundo ferro curto terminou a lide com um ferro de palmo e o par de bandarilhas a pedido do publico que se despediu do cavaleiro com uma forte ovação.

Rui Fernandes lidou o terceiro da ordem um toiro manso e que exigido muito do cavaleiro, deixou 5 curtos com especial atenção ao 5º colocado com um quiedro que teve impacto muito positivo no publico presente.
Na sua segunda lide teve o melhor da tarde com bravura e nobreza, apesar disso Rui Fernandes fez uma lide sem historia deixou 2 compridos sem destaque e 5 curto com citando o toiro de curto e não deixando este revelar todas as suas capacidades
Á ainda a referir os toques excessivos que levou nas montadas...

No capitulo das pegas estava em disputa o II trofeu Ricardo Silva "Pitó" para a melhor pega para disputar este trofeu estiveram em praça os Amadores de Montemor-o-Novo e Vila Franca de Xira, pegaram por Montemor-o-Novo os forcados João Cabral (1ª) Pedro Santos (1ª). João Mantas (4ª), e pelo Grupo de Vila Franca Márcio Francisco, (2ª) Bruno casquinha, (1ª), Ricardo Patusco (2ª).
Arrecadaram o Prémio os Forcados Amadores de Vila Franca de Xira com pega de Márcio Francisco ao segundo toiro da tarde.
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.