Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Êxito da Corrida do Ano no dia de Portugal

Mouras e Ventura conquistaram Santarém!
Forcados com tarde difícil ante um curro de Passanha ao seu nível.
11 de Junho de 2009 - 22:01h Crónica por: - Fonte: - Visto: 943
Êxito da Corrida do Ano no dia de Portugal Esgotada a Monumental de Santarém, já muito antes da hora se vivia um ambiente de festa que viria a concretizar-se do princípio ao fim desta que se designou a "Corrida do Ano".

1.º Toiro - 530kg - Negro - João Moura
Moura abriu praça com chave de ouro e protagonizou os mais envolventes momentos de toureio da tarde na sua inimitável textura de marialva e rejoneio que o tornam único. Tal foi a entrega e tal a ligação que deu às sortes que só podia enformar-se um êxito rotundo.
Brindou ao público e recebeu o toiro sem bandarilheiros encetando uma brega das tábuas aos médios onde foram colocados o 1º e 2º compridos, à tira de frente.
Reconhecendo no toiro a nobreza e codícia em conta e medida para o seu engenho, trocou de montada e com Merlin cravou a 1ª bandarilha a distâncias curtas rematada junto a tábuas num ladear ao estribo.
Rejubila o público e o Director da Corrida concede música ainda o cavaleiro preparava o a 2ª bandarilha, que tal como as duas seguintes foi colocada em curto.
Sem que o toiro tivesse esgotado os recursos, o público peticionou "Mais um" e Moura optou por colocar um palmo repetindo as sortes anteriores: em curto, colocou o ferro ao estribo e rematou-o de forma perfeita.
Sendo bravo e nobre, o toiro cumpriu sem muita transmissão.

Pega do 1.º Toiro
Pelos Amadores de Santarém, Diogo Sepúlveda brindou ao público e com as ajudas bem longe aguentou no cite a tarda investida, recuou o suficiente e fechou-se à barbela coadjuvado pelo grupo numa pega que resultou fácil. O rabejador rematou de forma técnica e esteticamente perfeita, saindo com temple para o centro da arena no momento exacto.
Ambos deram a volta e o público largamente aplaudiu.

2º Toiro - 540kg - Negro - Diego Ventura
Ventura oferece ao público a lide do 2º da ordem e montando um cavalo castanho de ferro próprio, espera o toiro à porta dos curros e leva-o, ainda nesse estado levantado para uma brega que pretendeu e logrou fixar a atenção do toiro.
Colocou à tira o 1º comprido (mas ficou a dever-se o remate, já que o cavaleiro se quedou em frente ao toiro que não reagiu de imediato ao ferro).
O 2º comprido foi colocado nos médios e seguido de uma brega que terminou com o toiro colocado no exacto sítio onde deveria ficar para que o rejoneador trocasse a montada.
Bem ao jeito português foram vaiados os seus subalternos ao levarem o toiro no capote para o centro da praça.
Colocou o 1º da ferragem curta em sorte cambiada e rematou a ladear com ritmo pelas tábuas. Foi-lhe concedida música.
Com este cavalo adornou os ferros tanto na preparação como nos remates, citando de largo e com graça, mas a carregar a sorte já a curtas distâncias, templando e aguentando muito a investida tardia do toiro.
Com o cavalo "Distinto" a lide subiu de tom com sortes acometendo em terrenos cambiados que de tão aguentadas soaram vibrantes. Já depois do 1º aviso e a pedido do público deixou mais uma bandarilha.
Este exemplar da ganadaria Passanha, facilitou o jogo ao cavaleiro, mostrou-se bravo e com mais transmissão que o primeiro embora com menor nobreza.

Pega do 2.º Toiro

1.ª Tentativa
Saem à praça os Amadores de Alcochete, e Ruben Duarte brinda ao Presidente da Câmara de Santarém, Dr. Moita Flores.
O toiro saiu solto ainda o forcado colocava o barrete; não quis desfazer a pega mas não conseguiu carregar devidamente a investida o que levou a que se atrasasse a recuar. Deixou uma perna adiantada, e como o toiro não humilhou saiu desfeiteado.

2.ª Tentativa
Ruben Duarte citou devidamente e acertou o alinhamento com a investida enviesada à esquerda do toiro; conseguiu fechar-se à córnea mas não se fechou de pernas, o grupo tardou na ajuda e um derrote violento desfeiteou o forcado.

3.ª Tentativa
À terceira tentativa consumou-se a pega com a primeira ajuda carregada, menos derrote e o grupo a ajudar sem falhas. O rabejador esteve bem, mas sem alegria por faltar já toiro e saiu para o centro.
Rejoneador e forcado deram volta.

3.º Toiro - 520kg - Negro - João Moura Jr.
João Moura Jr. brindou ao público escalabitano e posiciona-se nos médios frente aos curros para executar sorte gaiola. Não acertou com o tempo do toiro pelo que o ferro resultou à garupa (embora emocionante).
Cravou o 2º comprido à tira, mas também já à garupa motivado pela pouca codícia deste Passanha.
Para a ferragem curta foi buscar outra montada com a qual cita de frente com alegria e reúne em momento acertado. Destacou-se o 2º curto, adornado no remate com uma pirueta. Seguiu-se música e mais três bandarilhas com cites de largo, a sorte carregada muito na cara do toiro e que foram colocados bem ao estribo e adornados o 4.º e 5.º com vistosas piruetas.
Foi ainda colocado mais um ferro de palmo de igual valor a pedido do público.
O toiro veio de menos a mais, embora nunca tenha tido grande transmissão.

Pega do 3.º Toiro
1.ª Tentativa
Pelos Amadores de Santarém, David Romão cita até aos tércios com as ajudas de largo junto a tábuas. Recebeu um violento derrote por não ter recuado o suficiente e / ou por ter mantido as pernas completamente fechadas na recepção. Ficou no chão a ser corneado, valendo-lhe um valoroso quite de Pedro Soares.

2.ª Tentativa
Com as ajudas de largo, vai buscar novamente o toiro a tábuas já que a investida tardava; Ante os derrotes laterais é novamente desfeiteado.

3.ª Tentativa
Consumou-se a pega com as ajudas mais carregadas. O forcado carregou a sorte já nos terrenos do toiro e fechando-se à barbela com vontade foi bem ajudado em especial pelas segundas.
O rabejador não tinha já toiro para brilhar, mas executou correcto saindo para o centro e quedando-se na cara do toiro.

4.º Toiro - 590 kg - Negro - João Moura
João Moura brinda ao público.
Os dois ferros compridos foram colocados à tira com o toiro muito levantado e sem grande lustro porque este manso procurava as tábuas e não fixava a investida. Moura troca de montada e começa a ferragem curta com sortes à tira na perpendicular já que a investida do toiro só acontecia com o cavalo adiantado na sua viagem. Teve então o cavaleiro que efectuar a cravagem sacando sempre o toiro das tábuas, levando-o na garupa e citando em curto. Nota de referência para a 4.ª bandarilha, colocada intencionalmente em sorte à garupa que resultou bonita e bem executada.
A lide resultou sem brilho. O toiro manso não acometia a cavaleiro ou capote.

Pega do 4.º Toiro
Vasco Pinto pelos Amadores de Alcochete brinda ao GFA Santarém dirigindo-se a Diogo Sepúlveda.

1.ª Tentativa
O cabo, que escolheu para si o toiro que à partida seria o mais complicado até então, citou-o dos médios e falou-lhe sem carregar a sorte até o toiro estar completamente fixo nele. Recuou bastante e fechou-se à barbela com decisão. Porém as segundas ajudas tardaram e o cabo foi desfeiteado sem que para isso tenha contribuído já que aguentou a viagem quase até às tábuas onde saiu da cara.

2.ª Tentativa
Com as ajudas de largo, Vasco Pinto citou o toiro cheio de calma e segurança, trouxe-o toureado e fechou-se perfeitamente à barbela com o grupo a ajudar bem.
Esteve desta vez menos bem o rabejador, já que rodando várias vezes não saíu na cara do toiro, embora para o centro da arena.

5.º Toiro - 580 kg - Negro - Diego Ventura
A Ventura coube este 5.º que não sendo "malo" foi o pior do lote. Saiu à praça com galhardia mas cedo se mostrou manso, logo com um coice ao capote e depois saltando as tábuas, para gaudio do público, procurando desesperadamente a fuga.
O rejoneador leva-o numa elegante brega com que prepara o 1º comprido de excelente nota. Cita de praça a praça e crava com a garupa do cavalo saindo antes o que resultou de alto abaixo, frontal e saindo em quarteio.
O 2.º comprido foi também de boa nota com batida ao piton contrário executada no último momento possível . Remata recortando o toiro bem ao estilo de rejoneio.
Com o Manzanares crava dois curtos cingidos e em terrenos cambiados tão aguentados que só a forma plena da montada o livra da colhida. Destaque para o 1.º curto, para o qual faltou toiro na reunião mas que foi rematado com três arriscadas piruetas que levantaram 16000 pessoas em aplauso.
O toiro foge para tábuas e ali fica enquerençado e nem o cavalo estrela de Ventura (Morante), o tal que morde nos toiros, conseguiu mais uma investida que fosse deste exemplar que tinha esgotado mesmo ao limite os recursos físicos. Assim, com ou sem ajuda dos peões de brega, a sesgo ou não, de curto ou largo o toiro não se moveu para os dois últimos curtos que não tiveram mérito algum, (compreendendo-se o primeiro mas não se perdoando o segundo).

Pega do 5.º
Para a cara sai Gonçalo Veloso, pelos Amadores de Santarém, e brinda aos antigos cabos do seu grupo.
Com as ajudas bem longe, junto às tábuas, o forcado consuma à primeira a mais espectacular pega da tarde que como se diz na gíria foi "um pegão". Fechou-se à cornea e encaixou perfeito na cara do toiro. Aguentou sózinho os primeiros derrotes altos e a viagem quase até tábuas onde o grupo reuniu definitivamente, não sem antes atropelar o primeiro ajuda que deu o corpo de frente.
O rabejador recebeu também aplausos por ter executado com brilho e técnica, parando bem no centro do redondel a olhar o toiro com desplante.

Duas voltas deram Ventura e Gonçalo Veloso, muito peticionadas e acompanhadas do cavalo Morante (que não estava muito para aí virado, querendo antes ficar no pátio de quadrilhas).
Ventura encantou e todo o público o agraciou nas duas voltas. Mas Gonçalo Veloso fez muito mais e por isso voltou sózinho ao centro da arena sendo ovacionado.

6.º Toiro - 570 kg - Negro - João Moura Jr.

João Moura Jr. dirigiu-se ao sector 2 para brindar ao Dr. Moita Flores mas é mesmo nesse sector que estala uma acesa briga que a polícia tardava em resolver. Toda a praça gritava "Rua! Rua!" e João Moura Jr. parado na arena a aguardar. Resolvida a quesília e feito o brinde. Tenta o cavaleiro cravar em sorte gaiola, sem contudo conseguiu grande efeito já que pela investida directa do toiro por pouco se livrou da colhida.
Crava mais dois compridos em sorte de caras com remates perfeitos.
Vai buscar o Belmonte mas volta a ter que esperar, já que agora no sector 5 alguém se sentia mal e em seu redor todos gritavam.
Encastado, o toureiro procura sacar do Belmonte tudo o que este tem para dar. Crava o 1º curto frontal e recebe música; depois crava dois curtos com batida ao piton contrário bem rematados e adornados (chegando mesmo a deixar colher o cavalo sem gravidade). Na 4ª bandarilha tira o toiro das tábuas e crava frontal com saída perfeita.
Pedem-lhe mais um e depois mais um e Moura Jr. decide-se por dois de palmo à tira frontal e ao estribo, mostrando o peito do Belmonte ao toiro que o persegue acometendo.

Pega do 6.º Toiro

João Pedro Silva, pelos Amadores de Alcochete brinda à vereação da Câmara a que o Dr. Moita Flores preside.
Consuma ao primeiro intento a pega à cornea com uma extraordinária 1.ª ajuda. O toiro baixa a cabeça e o grupo foi todo ao chão, reunindo depois com o forcado que aguentou ainda alguns momentos sózinho os derrotes baixos. Como já vem sendo seu hábito o grupo retira a divisa a mais um toiro pegado com êxito.



No intervalo foi homenageado Dr. Moita Flores, por não ter deixado que no ano de 2007 a Celestino Graça houvesse sido derrubada. Foram entregues troféus pela empresa Aplaudir (na pessoa de João Pedro Bolota) pela ANGF (na pessoa de Fernando Potier) por ambos os grupos de forcados (através dos seus cabos, Diogo Sepúlveda e Vasco Pinto) e ainda pela Banda de Alcochete.
Depois de percorrer o corredor formado na arena pelos dois grupos de forcados, e de vestir a T-shirt com os dizeres "SOU PORTUGUÊS, SOU AFICIONADO", o Dr. Moita Flores aplaudindo sempre, tirou o barrete do ombro de Vasco Pinto e agradeceu ao público no centro da arena, que provou reconhecer o empenho com que o político abraçou a causa da Festa Brava em Santarém. Convém dizer que o público aplaudiu de pé.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.