Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Juventude entretém Vendas Novas

Tarde entretida de toiros com a presença de muita juventude em Vendas Novas.
21 de Setembro de 2009 - 11:17h Crónica por: - Fonte: - Visto: 954
Juventude entretém Vendas Novas Festival com a presença de muita juventude em Vendas Novas por ocasião da Feira Anual e um bom ambiente em torno da corrida, com a presença de muita gente conhecida do panorama da festa brava nacional.

Estava a disputa o prémio de melhor lide a cavalo e melhor pega.

Estavam anunciados o cavaleiro Manuel Telles Bastos (substituído por Carlos Alves), os praticantes Francisco Zenkl e Joana Andrade e os amadores Cristina Marques, Verónica Cabaço e Manuel Vacas de Carvalho que substituía António Prates que toureou um novilho após o término da corrida.

Para pegar os novilhos da Herdade de Pégoras estavam os Amadores de Montemor e Coruche.

Abriu praça o cavaleiro Carlos Alves pouco rodado no mundo dos toiros. Com três passagens em falso com o cavaleiro a não entender-se muito bem com a montada, colocou um comprido descaído, mudou de montada e emendou a mão no segundo comprido. A série dos curtos não teve muita emoção devido a um novilho que transmitia pouco, o cavaleiro bem andou esforçado mas muito longe do êxito.

Coube a Joana Andrade a lide do segundo da tarde, um novilho um pouco fraco de mãos. Iniciou a série dos compridos com a colocação de um ferro à saída dos curros mas que não teve o efeito desejado com o novilho a não fixar a cavaleira, colocou o primeiro ferro na barriga do novilho, por este de afocinhado no momento da reunião, depois emendou-se no segundo e no terceiro tornou a colocar um ferro bastante traseiro. Nos curtos as coisas correram melhores com a boa colocação da ferragem curta com o oponente a não complicar e a deixar-se lidar.

Francisco Zenkl, cavaleiro de dinastia, teve uma agradável passagem por Vendas Novas. Recebeu bem o novilho na garupa do cavalo com uma bonita brega. Colocou um primeiro comprido descaído mas emendou no segundo. Na série dos curtos mostrou bom sentido de lide fazendo as coisas com muita calma. Colocou bem a ferragem curta com destaque do último ferro.

Cristina Marques abria a série dos cavaleiros amadores. Recebeu muito bem o novilho levando-o bem na garupa do cavalo. Colocou dois compridos de boa nota muito bem rematados. Na troca de montada para a ferragem curta as coisas não correram tão bem como se esperava. Colocou um bom primeiro curto mas apartir daí a montada causou muito dificuldades na colocação do segundo ferro. Troca de cavalo e tentou a colocação de um ferro à violino mas não ficou colocado no novilho, depois conseguiu ainda espetar dois ferros de boa nota. De realçar a entrega e ganas desta cavaleira em tentar fazer as coisas bem feitas.

Manuel Vacas de Carvalho lidou o quinto novilho da tarde. O cavaleiro já vai mostrando alguma evolução no sentido de lide e controle das montadas. Colocou três bons compridos a abrir. Trocou de montada para os curtos e colocou um bom ferro curto. Trocou novamente de cavalo e aí conseguiu chegar ás bancadas com o cavalo a pisar os terrenos do oponente e a colocar bons ferros.

Completava o cartel a promissora cavaleira Verónica Cabaço, que mostra alguma maturidade e bom sentido de lide fruto do número de corridas que tem efectuado, que não sendo muitas mas para um amador já não é nada mau. Iniciou a lide à porta gaiola levando o toiro muito bem na garupa do cavalo. Colocou dois compridos descaídos mas emendou no segundo. Nos curtos, Verónica mostrou porque é uma promessa para o futuro. Mostrou bom controlo da montada e com muita naturalidade com o cavalo a entrar na cara do toiro cravou bonitos ferros de boa colocação, chegando com facilidade ás bancadas.

Para último e extra corrida estava guardado o momento mais empolgante da tarde, com a actuação do amador António Prates (filho do cavaleiro José Prates). Na ferragem comprida cumpriu com a colocação um pouco descaída mas foi nos curtos que o delírio chegou ás bancadas. Trocou de montada e colocou ferros de bonito efeito com ligeiras batidas ao piton contrário do novilho e com ferros muito bem rematados, aguarda-se um futuro risonho a este cavaleiro de palmo e meio.

Quanto ás pegas, tanto o grupo de Montemor como de Coruche decidiram, e bem, dar oportunidades aos mais novos e não perderam nada com isso.
Quanto a Montemor quatro pegas à primeira com destaque da primeira pega da tarde que arrebatou o prémio em disputa.

Quanto a Coruche duas pegas à primeira e uma à segunda com o grupo a mostrar muita coesão.

Quantos aos novilhos enviados pelo senhor Barata Freixo, todos eles contribuíram de uma maneira geral para o labor dos cavaleiros sem apertar muito com as montadas e permitindo um bom espectáculo.

Os vencedores dos troféus em disputa foram, na lide a cavalo Manuel Vacas de Carvalho, com divisão de opiniões entre publico, e o troféu para a melhor pega foi para a primeira da tarde efectuada pelos Amadores de Montemor, tendo a unanimidade do público presente.

Não podemos terminar sem dar os parabéns à empresa "Arenas do Sul" por ter "arriscado" um cartel repleto de novos valores e tendo conseguido mais de meia praça, repleta de bom ambiente nas bancadas.
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.