Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Reguengos com casa cheia para os êxitos de Núncio, Grave e Salgueiro

Tarde de Casa Cheia em Reguengos de Monsaraz para mais uma Tradicional Corrida de 15 de Agosto, este ano com um Concurso de Ganadarias Luso-Espanhol.

18 de Agosto de 2010 - 15:08h Crónica por: - Fonte: - Visto: 902
Reguengos com casa cheia para os êxitos de Núncio, Grave e Salgueiro

Tarde de Casa Cheia em Reguengos de Monsaraz para mais uma Tradicional Corrida de 15 de Agosto, este ano com um Concurso de Ganadarias Luso-Espanhol.

Em praça estavam anunciados os cavaleiros António Telles, João Salgueiro e Tiago Carreiras. Forcados Amadores de Montemor e Moura.

A concurso estavam anunciadas as ganadarias Conde de La Corte (que não entrou para concurso tendo o seu toiro substituído pelo sobrero do ferro Murteira Grave), Branco Núncio, José Luís Pereda, Murteira Grave, Eng. Luís Rocha e Las Dehesilla. Estavam em disputa troféus de Apresentação e Bravura.

Abriu praça António Telles diante do sobrero Murteira Grave de 550kg. Um toiro que permitiu o cavaleiro "desenhar" uma lide agradável, sem empolgar, o cavaleiro teve muito correcto na cravagem e na preparação dos ferros. Pôs em prática todo classicismo e esplendor da Torrinha. No segundo toiro do seu lote, um "Grave" algo reservado, a lide teve uns furos abaixo mesmo sacando de uma das estrelas da sua quadra o "Rondeño", mas aqui faltou toiro e o cavaleiro limitou-se a tirar aquilo que o oponente tinha para oferecer.

João Salgueiro que tem estado em bom plano esta temporada, teve duas lides completamente distintas. No seu primeiro da tarde, um toiro Branco Núncio de 500kg e o melhor da corrida, o cavaleiro teve em plano superior. Aproveitou as boas condições de lide e com o "Van Gogh" rubricou uma excelente lide. Colocou bem a ferragem, preparou muito bem os ferros, bregou e rematou os ferros de forma singular, colocando em delírio as bancadas. No segundo do seu lote, um toiro do Eng. Luís Rocha de 560Kg, o cavaleiro de Valada não teve matéria-prima para brilhar. Era um toiro com cinco anos (bem medidos), com muito sentido e que se defendia no momento da cravagem do ferro, não permitindo a Salgueiro colocar a ferragem em "su sitio" e repetir o sucesso da primeira actuação.

Tiago Carreiras foi a Reguengos pelo segundo ano consecutivo, é um cavaleiro muito querido entre as gentes daquela vila alentejana. No primeiro do seu lote, um toiro de José Luís Pereda com 503Kg, Carreiras podia ter mostrado um pouco mais. Colocou a ferragem comprida correctamente e nos curtos colocou a ferragem com sortes muito aliviadas. No segundo do seu lote houve uma nítida melhoria na sua actuação. Diante de um exemplar La Dehesilla, Tiago Carreiras recebeu bem o toiro no "Caetano" e nos curtos com o "Mãozinhas" rubricou uma lide muito agradável, com ferros de verdade e muito bem rematados a chegar facilmente ao publico presente.

Quanto à forcadagem os "moços" de Montemor não tiveram uma tarde fácil, pegaram João Maria Corte (cabo) à terceira, João Cabral à segunda, e João Tavares à terceira depois de uma tentativa de pega de cernelha intermédio de João Maria Santos e João Tavares não ter sido efectuada com êxito, uma vez que o toiro não encabrestava.

Quantos aos Amadores de Moura, a tarde correu de feição e mostrou a boa forma em que o grupo se encontra. Pegaram João Cabrita, David Veríssimo e Valter Rico todos ao primeiro intento.

Venceram e bem o Troféu de Bravura o toiro de Branco Núncio e Troféu Apresentação o toiro Murteira Grave.

A Corrida foi dirigida pelo Sr. Agostinho Borges assessorado pelo Dr. João Infante. Em nossa opinião assistimos a uma grande condescendência do Director de Corrida na tentativa de pega de cernelha que se arrastou muito para alem do estipulado e por permitir a pega de caras com os cabrestos em praça.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.