Segunda-feira, 22 de Outubro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Casa cheia em Aljustrel

Casa cheia em Aljustrel, mas o espectáculo e resultar insonso.

15 de Junho de 2010 - 11:16h Crónica por: - Fonte: - Visto: 977
Casa cheia em Aljustrel

A vila baixo alentejana de Aljustrel recebeu no passado dia 12 de Junho, a VIII grande corrida de toiros mista por ocasião da Feira do Campo Alentejano.

Antes da corrida teve lugar a cerimónia de homenagem ao ganadero da terra. Foi descerrada uma placa com o seu nome, passando a chamar-se" praça de toiros Manuel António Lampreia".

Com casa cheia, estava tudo a postos para ver João Moura, Tito Semedo, a Cavaleira Amadora Verónica Cabaço e o Novilheiro de Badajoz Vicente Forero. Numa tarde em que pegaram os grupos de forcados de Cascais capitaneados por Pedro Marques, e Beja capitaneados por Manuel Almodôvar. Foram lidados toiros da ganadaria Varela Crujo, bem apresentados, justos de forças, deram jogo desigual, mas cumpriram. Um espectáculo que resultou sonso sem grandes motivos de apontamentos.

A tarde prometia, abriu a função Tito Semedo que actuava à noite no Pinhal Novo. Na sua primeira lide andou irregular, algumas passagens em falso, por vezes partindo com demasiada força para a sorte, o que nem sempre resultou. Pelo grupo de Cascais foi à cara do toiro José Maria Rocha que consumou à terceira tentativa. No seu segundo toiro, o cavaleiro de Santana da Serra teve uma prestação, asseada. Andou mais ligado, cravando de alto a baixo. Ventura Doroteia, pelo grupo de Cascais pegou á segunda com o grupo a ajudar bem.

João Moura desenhou duas lides muito idênticas. Andou ao seu estilo, algumas passagens em falso, e sofreu alguns toques na montada. De salientar na segunda lide o quinto ferro de "palmo" que agradou ao público. Pelo grupo de Beja, frente a um toiro, fechado de córnea vai á cara Tiago Graça que concretiza a terceira tentativa. Luís Eugénio consumou à primeira com o grupo de Beja a resolver.

Na lide apeada o novilheiro Vicente Forero a" revelação da Estremadura", teve por diante um "Varela Crujo" que recebeu mal de capote. Na muleta também não teve bons "modos" revelando quanto a mim alguma inexperiência.

A cavaleira amadora Verónica Cabaço lidou o sexto e último toiro da tarde. Na ferragem comprida quer na curta mostrou desembaraço. Cravou de frente perante um toiro de Varela Crujo, um pouco distraído que se adiantava em relação a montada. A cavaleira mostrou "bons modos", muita força de vontade e valentia, na sua passagem por Aljustrel. Partilharam esta pega os grupos de forcados de Cascais e Beja. Foi à cara deste toiro Paulo Loução, fechou-se à barbela concretizou ao primeiro intento e o grupo fechou.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.