Sexta-feira, 19 de Outubro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

A Festa Brava de mãos dadas com a Solidariedade

III Festival Taurino de Beneficência a favor da Cercibeja e do Centro de Paralisia Cerebral de Beja

19 de Outubro de 2010 - 20:21h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1276
A Festa Brava de mãos dadas com a Solidariedade

A Praça de Toiros José Varela Crujo em Beja, recebeu no passado sábado, o 3º Festival Taurino de Beneficência a favor da Cercibeja e do Centro de Paralisia Cerebral de Beja. Os novilhos/ toiros foram cedidos por sete Ganadarias, lidados por 6 Cavaleiros e um Matador de Toiros. As pegas estiveram a cargos de dois Grupos de Forcados Amadores de Beja e Cascais. Com boa moldura humana, e uma agradável tarde de sol, o festival decorreu animado.

O luís Rouxinol coube em sorte o novilho da ganadaria Sobral, bem apresentado, embora com problemas nos quartos traseiros. O cavaleiro de Pegões desenhou uma boa lide. Andou ao seu estilo, e com muita versatilidade. Rubricou a sua lide com a sua imagem de marca o par de bandarilhas. À cara deste exemplar foi Bruno Cantinho dos amadores de cascais que consumou á primeira tentativa.

Seguiu-se Tito Semedo andou regular frente a um novilho da ganadaria Santiago, mal apresentado com pouca força mas que cumpriu. Na pega o novilho arrancou pronto para o forcado Francisco Santos dos amadores de Beja a fechar-se à barbela e a concretizar sem dificuldade ao primeiro intento.

A Sónia Matias andou irregular diante do exemplar enviado por Veiga Teixeira, bem apresentado, desenvolvendo "sentido" no decorrer da lide. Por Cascais Luís Camões resolveu à primeira tentativa com o grupo a ajudar.

António Brito Paes andou asseado e sempre ao seu estilo, frente ao sobrero de Varela Crujo. Francisco Sampaio dos Forcados de Beja concretizou ao primeiro intento, com o grupo a ajudar e a fechar bem.

Em relação a Miguel Tavares foi a primeira vez que o vi tourear. Frente ao Passanha bem apresentado andou um pouco irregular. O que é normalíssimo, concerteza ainda há muito para aprender e desenvolver, oxalá surjam mais oportunidades a este jovem praticante para se mostrar mais vezes nas nossas praças. Hugo Bilro fecha a tarde por cascais, à segunda tentativa.

A amadora Maria Mira andou desembaraçada diante do exemplar de Santa Maria, escasso de apresentação com problemas nos quartos traseiros, mas que saiu à medida da cavaleira. Fechou a tarde pelos Amadores de Beja a concretizar numa primeira tentativa, Ricardo Castilho.

O Matador de toiros Santos Parrita recebeu à Verónica um novilho cabano de Varela Crujo, seguindo-se um bom quite por navarras. De salientar o excesso de capotazos, ao exemplar da herdade dos Outeiros, no desenrolar do tércio de bandarilhas, acabando o novilho por rachar. Na muleta o novilho saiu solto refugiando-se na querença, Parrita andou em plano irregular frente a um novilho que pouco transmitiu.

Uma tarde que resultou bastante agradável......

A Festa Brava aliada à solidariedade! Um gesto muito bonito, Um grande Bem-haja....

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.