Quarta-feira, 21 de Fevereiro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Rui Guerra destaca-se em Mourão

Rui Guerra destaca-se em Mourão, no Festival Taurino integrado na Feira do Toiro.
24 de Maio de 2011 - 21:11h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1303
Rui Guerra destaca-se em Mourão

Foi perante cerca de meia casa que Mourão abriu as portas da sua castiça e bonita Praça de Toiros para um Festival de Variedades Taurinas, integrado na Feira do Toiro.

Estavam anunciados seis jovens cavaleiros, que certamente faziam-se acompanhar da ilusão de triunfarem e agarrarem as escassas oportunidades que lhes são concedidas pelos empresários do nosso país.

Em praça os cavaleiros praticantes Tiago Martins, Miguel Tavares, Verónica Cabaço, Rui Guerra, Maria Mira e o cavaleiro amador Manuel Vacas de Carvalho.

As lides foram todas dentro do mesmo nível, destacando-se o cavaleiro Rui Guerra, que foi quem mostrou mais argumentos e sentido de lide perante novilhos da Herdade do Poço da Rua, mas mesmo assim não evitando alguns toques na montada.

Quanto aos outros cavaleiros revelaram dificuldades na lide dos oponentes, mostrando poucas soluções para ultrapassar as dificuldades que lhe foram impostas, permitindo vários toques e derrotes nas montadas, que poderiam ter tido maiores consequências, ou não se tratasse de novilhos em praça.

Estava em disputa o Premio de Melhor Lide a Cavalo que incompreensivelmente, foi atribuído à cavaleira Maria Mira, que recusou aceitar o prémio entregando-o e muito justamente ao cavaleiro Rui Guerra. Maria que embora jovem, não se deslumbrou com a atribuição do prémio e entregou a quem era de direito.

Num Festival em que se anunciava um Concurso de Pegas de Caras e Cernelha, a tarde não “ofereceu” grandes dificuldades aos Amadores de Moura que venceram o prémio de melhor e única pega de cernelha, Monsaraz venceu o prémio de melhor pega e Redondo cumpriu a função com eficácia.

Em relação aos novilhos da Ganadaria Poço da Rua que se estreava, estes em nada facilitaram os cavaleiros exigindo muito de jovens que tentam afirmar-se no Mundo dos Toiros, mas perante tais dificuldades era quase impossível fazer melhor.

Convém neste tipo de espectáculos ter mais critério quanto à escolha dos novilhos a serem lidados, não se quer que se escolha um curro de “borregos”, mas sim de novilhos que pelo menos permitam ser lidados.

No meio e no fim do Festival, pode-se assistir à exibição das Escolas de Toureio de Badajoz e Vila Franca de Xira.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.