Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

João Moura Caetano esteve muito bem em Madrid, pese o infortunio

Presidente Propotente não concede orelhas a Sergio Galán
29 de Maio de 2011 - 17:53h Crónica por: - Fonte: - Visto: 2033
João Moura Caetano esteve muito bem em Madrid, pese o infortunio

Monumental Praça de Toiros de Las Ventas em Madrid

Sábado, 28 de Maio de 2011 - Início às 18 horas portuguesas.

17ª. Corrida de Toiros - 2ª. de Rejoneio - 19º evento da Feira de Santo Isidro - Edição de 2011

Cartel composto pelos Rejoneadores Sergio Galán - João Moura Caetano e Leonardo Hernández.

Toiros da Ganadaria de D. Luis Terrón, que estavam bem apresentados, mas deixaram muito a desejar por serem mansos, porém não deixaram de proporcionar bons momentos de toureio aos cavaleiros actuantes na tarde de ontem, muito pelo seu total empenho de quererem triunfar na primeira praça de Espanha.

Resultado de como foram as actuações de cada Cavaleiro ou Rejoneador:

Sergio Galán, esteve muito bem perante os dois toiros que lhe coube lidar, lidando na sua correcta forma de rejoneio, citando e estando certo no momento de reunião cravando bem bons ferros quer curtos ou de palmo. na hora do rojão de morte, esteve certeiro sendo eficaz no maneio do mesmo, pelo que o público pediu e bem uma orelha para premiar o seu labor. Porém o Presidente de forma arrogante não concedeu nenhuma orelha a este Rejoneador. Foi no final de ambas actuações premiado pelo público com uma ovação. Premio escasso para tanto empenho.

João Moura Caetano, esteve igualmente muito bem  lidar, citar e a cravar todos os ferros que ljhe pertencia cravar. foi feliz e certeiro no primeiro rojão de morte, pelo que merecia uma orelha, mas o público foi muito injusto para com  este nosso cavaleiro, já que o pedido de orelha foi escasso. Durante a lide deste seu primeiro toiro teve o azar de uma das suas montadas ser colhida pelo toiro que lhe infligiu uma cornada.

No seu segundo toiro esteve de novo muito bem a bregar, citar e a reunir, deixando ferros de muito boa nota, e do agrado dos espectadores, uma vez mais teve o azar ou infortunio de uma das suas montadas sofrer uma cornada, facto que o desmoralizou bastante, não deixando no entando de proseeguir  sua actuação e agora com menos acerto e felicidade no momento de craqvar o rojão de morte. Foi no final premiado com ovação pelo público.

Leonardo Hernández, foi mais uma vez o cavaleiro ou rejoneador da tarde, esteve muito bem a bregar, a lidar, a citar e a cravar, chegou com facilidade às bancadas pelo que foi sempre muito ovacionado. Esteve muito bem nos ferros de palmo a violino e cravou um excelente par a duas mãos. No seu primeiro foi premiado com uma orelha, já no segundo porque a sua actação foi mais espectaculae e melhor, recebeu duas orelhas como prémio.

Todos os Rejoneadores apresentaram uma variada quadra de cavalos na sua maioria de Raça Lusitana.

 

Porem aqui quero deixar uma breve nota relativamente aos espectadores que se deslocam tarde após tarde à Monumental de Madrid. São aficionados sem sombra de dúvida por certo, pois quem vai ver uma Corrida de Toiros com toiros de morte ou de rejoneio tem de ser AFICIONADO. Uns serão entendidos  outros nem por isso, mas quem se desloca a uma praça de toiros, deve no final de cada actuação brindar um artista com Aplausos se o mesmo merecer.

Sei há muito que existe um Sector- Tendido 7, que por vezes protestam e exigem demais

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.