Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Corrida de "rejoneo" em Madrid

Crónica de opinião de José Ferreira sobre a corrida de rejoneo em "Las Ventas"
30 de Maio de 2011 - 16:20h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1497
Corrida de

Corrida de “rejoneo” em Madrid……

A avaliar pelo cartel, tudo levaria a crer que seria um êxito, esta corrida de toiros de “rejoneo” em “Las Ventas”,com Sérgio Galant, Leo Hernandez, João Moura Caetano.                                    .

No que respeita aos cavaleiros espanhóis, estes seguiram a linha já conhecida da lide de “rejoneo”, exibindo os elevados dotes de equitação, cavalos trabalhados, montadas limpas e arranjadas, sendo bastante fortes nas bregas e nos adornos, tal qual nos habituaram desde há muito.

Por outro lado, havia alguma expectativa sobre a lide do cavaleiro português que se apresentava em praça, não podemos esquecer que se trata da primeira praça do Mundo do toureio, “Las Ventas”. Todos sabemos, o quão importante é ter um bom desempenho em Madrid e o que isso significa.

Moura Caetano teve uma prestação pouco afortunada, deixando colher dois dos cavalos utilizados, um deles exemplar perfeito do “ puro-sangue lusitano”, muito bonito e bem apresentado, terá ficado fortemente lesionado na pata direita traseira. O primeiro cavalo sofreu uma perfuração na coxa esquerda traseira, jorrando sangue em plena praça.

Tornou-se evidente que a lide não teria um “fio condutor”, vivendo de rasgos e bregas um pouco desordenadas, na tentativa de copiar o estilo espanhol actual, o que me parece desnecessário e pouco original, uma vez que o toureio espanhol já é deste público sobejamente conhecido, sendo a arte portuguesa aquilo a que procuram assistir e contrastar.

Ao público, fez tudo para chegar sem o conseguir, levantando os braços pedindo aplausos que lhe chegaram timidamente e forçados.

Acabada a lide e depois da sorte final, já o público se levantava, teve o rasgo de voltar com um magnifico cavalo branco, exibindo-se de uma forma que provocou alguma admiração nos tendidos e até riso, tal foi a incompreensão do sucedido.

Não nos podemos alhear de que ao público não lhe seduz ver sofrer cavalos nas arenas e temos de ter em conta, tudo aquilo que são hipotéticos e desajustados argumentos dos anti-taurinos contra a “festa brava”. Há que ter cuidado “ senhores”!

Sabendo que na sua genética tem patentes magníficos dotes de cavaleiro e de equitador, Caetano terá para futuro de ser mais calculista e sábio.

De uma forma geral, tratou-se de uma promoção negativa do competente e belo toureio a cavalo português.

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.