Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Amadores de Monforte vencem troféu de melhor pega na Terrugem

Com cerca de meia casa a corrida resultou numa grande "mansada e maçada". Destaque positivo para João Maria Branco que andou em bom plano, e para os Amadores de Monforte que venceram o troféu de melhor pega.
06 de Agosto de 2012 - 12:37h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1441
Amadores de Monforte vencem troféu de melhor pega na Terrugem

Por ocasião das Festas de Santo António a castiça praça de toiros da Terrugem recebeu ontem à noite uma corrida de toiros à portuguesa.

 Foi precisamente há um ano nesta mesma praça que se realizou a primeira  corrida "Taurodromo.com". Ao entrar naquele tauródromo, o tempo imediatamente parou e senti grande nostalgia. Durante as cortesias vários foram os momentos que vieram à memória. Momentos, que ainda hoje recordo ao pormenor com enorme alegria e satisfação.

Uma noite bem diferente da que presenciámos esta noite na Terrugem.

 Com cerca de meia casa, um cartel composto por Gilberto Filipe, Moura Caetano e o Praticante João Maria Branco. Pegaram 3 grupos de Forcados Monforte, Redondo e Monsaraz que disputaram entre si o prémio para a melhor pega, enfrentaram 6 toiros Ortigão Costa que primaram pela apresentação, quanto ao comportamento ficou muito a desejar.

 A corrida resultou numa grande “mansada e maçada” para os intervenientes do espectáculo, à excepção de João Maria Branco que andou em bom plano, e os amadores de Monforte levaram para casa o troféu António Folgado para a melhor pega.

 Lá diz o ditado que paga o justo pelo pecador…

Gilberto Filipe não teve uma noite muito feliz na Terrugem. A primeira lide resultou sonsa frente a um toiro, que pouco transmitiu. No seu segundo as coisas complicaram-se o oponente era “burriciego”, mal visto, o que dificultou ainda mais a actuação ao cavaleiro, acabando a lide por não resultar da melhor maneira.

Moura Caetano andou irregular nas suas duas actuações. Na primeira teve por diante um manso que pouco se empregou durante a lide. O segundo também não foi pêra doce. Um oponente complicado e violento que não permitiu ao cavaleiro de Monforte brilhar.

Quem surpreendeu foi o praticante João Maria Branco, que andou em bom plano frente à matéria-prima que teve por diante (os dois melhorzitos exemplares de Ortigão Costa. O primeiro foi o toiro que mais transmitiu na primeira parte da corrida e o segundo deixou-se lidar, brindando a lide a José Maldonado Cortes pelos seus 50 anos de Alternativa). Andou a gosto, mostrando boas maneiras e sentido de lide. Duas actuações que agradaram ao público. 

Pena que não tenha havido troféu também para a melhor lide, pois este seria atribuido ao cavaleiro Praticante João Maria Branco, que foi o triunfador da corrida.

Para os forcados a noite não foi fácil.

Monforte pegou à segunda tentativa, com o forcado da cara a ser dobrado, sendo a segunda pega consumada ao primeiro intento.

Amadores do Redondo após várias tentativas e de ouvirem aviso, concretizaram a primeira pega da noite ao quinto intento e de cernelha. A segunda foi à quarta tentativa a sesgo e com as ajudas carregadas.

Monsaraz consumou duas pegas à primeira tentativa.

Em disputa estava anunciado o troféu António Folgado (Baguinho) para a melhor pega que foi entregue a Nelson Catambas dos Amadores de Monforte.

 

Deixo também uma pequena nota para o mau estado em que se encontrava o piso da praça de toiros da Terrugem, o que acabou por dificultar um pouco a vida aos forcados e bandarilheiros.

 

 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.