Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Festival Taurino em Arronches com muito sol e pouco brilho

Não fica para a história este festival que teve lugar em Arronches no passado dia 10 de Março, cuja finalidade era angariar verbas para o fundo de assistência aos Forcados Amadores de Arronches.
12 de Março de 2012 - 16:53h Crónica por: - Fonte: http://planetadostouros.blogspot.com/ - Visto: 1085
Festival Taurino em Arronches com muito sol e pouco brilho

Não fica para a história este festival que teve lugar em Arronches no passado dia 10 de Março, cuja finalidade era angariar fundos para as necessidades na assistência aos Forcados Amadores de Arronches, quando dela precisam.

Num dia esplendoroso de sol com início às 15h30, era suposto estar mais gente na praça, até porque os bilhetes eram a preço acessível. Assim não aconteceu e apenas os lugares de sombra estavam compostos, ao passo que no sol havia muito cimento à vista.

Foram lidados novilhos/touros de Romão Tenório (1), José Luis Sommer d’Andrade (4) e Infante da Câmara (2).

No cômputo geral não tiveram complicações que não fossem superáveis, só que neste tipo de festivais, e em princípio de temporada, isto é propício para experimentar novas montadas.

Das actuações, Bastinhas com o seu saber e veterania sobrepôs-se ao que lidou; Marco José andou ligeiro e pouco justo; Alberto Conde tentou fazer um toureiro frontal que nem sempre conseguiu; Marco Bastinhas conseguiu a actuação mais redonda da tarde com entrega e variedade; Tiago Carreiras usou e abusou dos câmbios, para pisar terrenos mais justos quando o touro se parou; David Gomes andou correcto na sua prova para praticante e há que esperar.

A novilheira Milagros de Peru que era a novidade do cartel, depois de ter actuado com êxito no passado ano em Madrid desiludiu. O seu antagonista vinha com a cara por cima não humilhava e ficava-se por vezes curto. Daí a desconfiança e simular a morte foi um ápice. Passou inédita por Arronches.

Tarde fácil para os forcados onde apenas os anfitriões pegaram o primeiro à terceira tentativa por Ricardo Martins e o segundo à primeira por Luis Carriço. Pela Azambuja pegaram André Letra e Gonçalo Filipe e pelos Académicos de Elvas André Bandeiras e Luis Pimenta.

Dirigiu o espectáculo Agostinho Borges, assessorado pelo Veterinário Dr. José Guerra.

Como reparo fica a nota de as portas só abrirem já perto do início do espectáculo o que vai contra o regulamento, para mais numa tarde de sol com as pessoas na rua.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.