Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Agradável Corrida de Toiros na Centenária Praça de Setúbal

Crise e número excessivo de corridas, afasta aficionados da corrida
04 de Agosto de 2013 - 17:28h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1202
Agradável Corrida de Toiros na Centenária Praça de Setúbal

Sábado, 03 deAgosto de 2013, Grandiosa Corrida de Toiros inserida na Feira de Sant´Iago.

O facto de estarmos perante uma crise financeira e muito preocupante, o excessivo número de corridas que ontem um pouco por este País se efetuaram, e noite ventosa e por vezes fria que se fez sentir em Setúbal, temperatura nada condizente com o mês de Verão em que estamos, terão sido motivos mais que suficientes, para afastar das bancadas da Centenária Praça de Toiros “Carlos Relvas” muitos aficionados, pois a praça registou cerca de meia casa em termos de lotação, o que é muito pouco tendo em conta que era um cartel forte e bem interessante, tendo como cavaleiros Vitor Ribeiro que regressou às arenas esta temporada, João Moura Caetano e João Telles Jr, os Grupos de Forcados Amadores de Santarém e Alcochete e um curro de toiros de uma das mais Prestigiadas Ganadarias Portuguesas, sabendo que todos estes intervenientes já triunfaram em diversas praças esta Temporada, pelo que só por si era uma mais valia para que mais aficionados marcassem presença em Setúbal e assim pudessem assistir a uma agradável noite de toiros.

Vamos pois passar ao desenrolar dos acontecimentos, no que concerne à atuação de cada um dos intervenientes da corrida, dividida em duas partes.

Vitor Ribeiro, lidou o primeiro toiro da noite, começando por cravar os ferros da ordem ou sejam dois compridos com destaque para o segundo à tira, dado que o primeiro ficou muito traseiro, na séria dos curtos cravou cinco ferros com destaque maior para o primeiro e terceiro, sendo também os restantes de digna nota. Teve uma grande atuação cuidando bem dos cites dos momentos de cravar, pena que não tenha bregado mais, mas também o seu primeiro oponente não foi fácil de lidar.

João Moura Caetano, lidou o segundo toiro da noite, começou por cravar dois ferros compridos de boa colocação, na série dos curtos cravou quatro ferros, com destaque para os dois primeiros, teve perante este seu primeiro toiro uma atuação agradável.

João Telles Jr, lidou o terceiro toiro da noite, ao qual cravou dois ferros compridos de boa colocação, na série dos curtos cravou cinco ferros com destaque para o primeiro e terceiro da ordem. Atuação muito positiva.

Segunda parte da corrida

Vitor Ribeiro, lidou o quarto toiro ao qual cravou dois ferros compridos, com destaque para o primeiro que foi de boa colocação, já o segundo ficou ligeiramente descaído, na série dos ferros curtos cravou cinco ferros, com destaque maior para o primeiro, segundo, quarto e quinto, este último a pedido do público, uma atuação muito agradável perante este toiro, que foi precisamente o melhor toiro da noite. Atuação de triunfo.

João Moura Caetano, lidou o quinto toiro da noite, começando por cravar dois ferros compridos de boa colocação, por conseguinte de boa nota, na série dos curtos cravou cinco ferros, com destaque para o segundo e quarto. Ainda e a pedido do público cravou mais um ferro, desta feita um ferro de palmo que foi muito bem cravado e de muito boa colocação. Atuação muito positiva quase de triunfo absoluto.

João Telles Jr, lidou o sexto e último toiro da noite, começando o seu labor com a cravagem de dois ferros cumpridos, ficando ambos ligeiramente descaídos, na série dos curtos cravou quatro ferros, com destaque para o primeiro e segundo, cravou ainda e a pedido do público um ferro de palmo de muito boa nota. Atuação bastante agradável do cavaleiro da Torrinha.

Os dois Grupos de Forcados não tiveram uma noite fácil perante o curro de toiros, porém não deixaram os seus créditos por mãos alheias e de uma forma ou de outra, conseguiram pegar todos os toiros à primeira, com exceção para o Grupo de Santarém que só pegou o seu segundo toiro à terceira vez.

Ao Grupo de Forcados Amadores de Santarém, do qual é cabo Diogo Sepúlveda, é o Grupo mais antigo em Portugal sem nunca ter sofrido uma paragem, pois a data de fundação do mesmo é do ano de 1915, coube pegar os toiros lidados em primeiro, terceiro e quinto lugar.

No primeiro foi à cara o forcado João Grave que efetuou uma rija pega ao primeiro intento.

No terceiro o forcado da cara foi João Manso, que só consumou a pega à terceira tentativa, sendo bem ajudado pelo Grupo que nas anteriores tentativas não esteve muito bem a ajudar, pelo que não acompanhou o cavaleiro na volta à arena.

No quinto foi forcado da cara Henrique Ferreira, que pegou à primeira, executando uma rija e, dura e emotiva pega.

Ao Grupo de Forcados Amadores de Alcochete, do qual é cabo Vasco Pinto, coube pegar os toiros lidados em segundo, quarto e sexto lugar.

O segundo da ordem foi pegado pelo forcado João Gonçalves ao primeiro intento, executando uma rija e dura pega.

O quarto da ordem, foi pegado pelo forcado Pedro Belmonte ao primeiro intento, executando assim igualmente uma grande, dura e rija pega.

O sexto da ordem foi pegado pelo forcado Joaquim Quintela, ao primeiro intento executando uma rija, dura e emotiva pega e sendo muito bem ajudado pelos restantes elementos, sendo esta para nós a melhor pega da noite.

Notas de destaque

O curro de toiros enviado pelos Herdeiros de Alberto Cunhal Patrício estavam bem apresentados, e com os pesos entre os 460 e os 500 quilos, pena terem saído sobre o manso, com exceção do quarto da noite, que foi o exemplar de melhor nota e de melhor comportamento.

Ao longo da corrida foi feito um brinde aos cavaleiros Paulo Caetano, João Ribeiro Telles e José Samuel Lupi.

Também como vem sendo hábito o Grupo de Alcochete brindou uma pega à Banda da sua terra.

A equipa do Taurodromo.com mereceu a honra de ter na barreira um capote de passeio ali colocado pelo nosso Amigo Ernesto Manuel, bandarilheiro às ordens de João Telles Jr

Agradecemos à Empresa, a forma simpática com que recebeu a Equipa do Taurodromo.com. e pelo convite que ofereceu dando acesso à barreira do Setor 3.

Os toiros foram recolhidos pelos Campinos e Jogo de Cabrestos da Casa Agrícola Nuno Casquinha de Vila Franca de Xira.

Não entendemos a atuação do Delegado do IGAC, pelos  seguintes motivos:

A não concessão de música ao cavaleiro João Moura Caetano durante a lide do seu primeiro toiro;

Dar um aviso a este cavaleiro durante a lide deste toiro, após ter cravado três ferros curtos e dois compridos?

Também mandou dar um aviso ao cavaleiro João Telles Jr, após cravar o terceiro ferro curto da ordem, no seu segundo toiro.

Tirando esses pequenos reparos o Delegado teve uma atuação positiva na direção da corrida.

A Corrida foi dirigida pelo Senhor Pedro Reinard, delegado do IGAC.

Abrilhantou a corrida a Banda da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898 de Alcochete, que como de costume tocou bonitos Pasodobles do seu vastíssimo reportório, todos bem conhecidos dos aficionados.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.