Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Noite de Maçada e Mansidão em Sesimbra

A corrida que decorreu ontem à noite, em Sesimbra resultou numa autêntica maçada e mansidão. O Espectáculo ficou marcado por vários aspectos negativos.
11 de Agosto de 2013 - 22:46h Crónica por: - Fonte: - Visto: 2140
Noite de Maçada e Mansidão em Sesimbra

Sesimbra recebeu ontem, uma corrida de toiros que ficou marcada por vários aspectos negativos. Também não há muito de positivo para contar.

 A tourada começou fora da praça, sensivelmente a 15 minutos antes do início previsto do espectáculo, com o camião de transporte dos toiros a atascar-se em areia na zona do cais da praça, tendo que ser rebocado por tractores.

O problema era bem visível, não foi detectado mais cedo. Não sei porquê!

Até que fosse resolvida a situação, o público aguardava dentro da praça, sem arredar pé.

 Será possível, situações como esta acontecerem...Faltando pouco tempo para o início da corrida?

Adiante! O espectáculo começou às 23h40m. Mais estaria para vir.

Ora veja…Tratando-se de dois espectáculos diferentes porque é que as cortesias não decorreram separadamente?

Segundo ponto: o mau estado do piso que mais parecia um autêntico campo de plantar batatas dificultou a prática de toureio. Será que ninguém viu em que condições estava o piso antes da corrida?

Terceiro ponto: os exemplares de Lopes Branco (a cavalo) e Cunhal Patrício(a pé) saíram mansos e mal apresentados, resultando a corrida numa verdadeira "maçada" e "mansidão".

Sónia Matias andou alegre e o público que estava ali para se divertir acabou por corresponder bem à lide da cavaleira.

Ana Batista sentiu algumas dificuldades frente ao manso que teve por diante. Com muito esforço acabou por resolver a papeleta.

David Gomes sofreu duas aparatosas quedas, devido ao mau estado do piso. Felizmente sem consequências graves. O cavaleiro não baixou os braços andou com raça e terminou a lide.

O grupo de Alenquer concretizou 3 pegas ao primeiro intento.

Como estava anunciado nos cartazes, seguir-se-iam as variedades taurinas... meias variedades!

O pai do jovem cavaleiro amador Francisco Parreira, pediu a compreensão do público e informou ao microfone da praça que o filho não iria tourear atendendo às más condições do piso.

Os cavaleiros também deram voz a várias mensagens, lamentando a situação, pedindo ao público para guardar os respectivos bilhetes com o compromisso de tourearem a corrida no próximo ano, em Sesimbra.

 Encerrou a noite João Martins que nada fez também frente ao manso sem condições de lide.

Estavam anunciados 4 toiros e 2 novilhos, apenas vimos 4 exemplares quando o público pagou bilhete para ver 6, saindo prejudicado e defraudado.

Ah! Apenas vimos um grupo de forcados em praça quando estavam anunciados dois.

Com esta lamentável situação a festa ficou a perder... Assim, para o próximo ano, tenho as minhas dúvidas quanto à realização de mais uma corrida de toiros nesta localidade.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.