Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Segunda de Alcochete com pouca história

Segunda Corrida de Toiros em Alcochete integrada nas Festas do Barrete Verde e das Salinas, com pouca história.
14 de Agosto de 2013 - 14:05h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1133
Segunda de Alcochete com pouca história

Noite amena em Alcochete, perante uma casa cheia à vista, com um curro terrorífico (?) de Partido de Resina e duas horas e vinte e cinco minutos de espectáculo, foram cenário da segunda corrida das Festas do Barrete Verde e das Salinas em Alcochete. Se a primeira parte deixou muito a desejar, já a segunda teve bons momentos, com boas actuações dos toureiros.

Joaquim Bastinhas foi o primeiro cavaleiro em praça; Lide aliviada a um toiro que não transmitia; Redimiu-se na segunda parte, com uma actuação esforçada, que chegou facilmente ao público. Teve o mérito, na corrida dos “Ases das Bandarilhas”, de bandarilhar os dois toiros.

Luís Rouxinol enfrentou, de princípio, um toiro que pouco se entregou e a lide não teve o brilho que se esperava. Não bandarilhou o primeiro toiro. No seu segundo, esteve mais perto do seu nível, com um toiro mais “em tipo” da ganadaria. Terminou com o aplaudido par de bandarilhas, em terrenos apertados.

Filipe Gonçalves não esteve feliz no seu primeiro toiro. Não bandarilhou nem deu volta à arena. Voltou com ganas para o seu segundo toiro, e teve uma lide mais conseguida, com momentos de emoção. Um grande ferro curto e um bom par de bandarilhas fizeram vibrar o público.

No capítulo das pegas, perante toiros com cara a meia altura e de francas arrancadas, os Forcados estiveram à altura. Pelo Grupo de Évora, foram solistas João Madeira, João Pedro Oliveira e Manuel Rovisco, que concretizaram todas as suas pegas à primeira tentativa. Pelo Aposento do Barrete Verde, foram à cara João Salvação, que concretizou a sua pega ao primeiro intento, Diogo Amaro, que pegou à segunda tentativa e Marcelo Lóia, à primeira.

Enfim, uma corrida sem história, em que os toiros não estiveram à altura da expectativa, que os seus pergaminhos faziam supor.

Os toiros foram recolhidos a cavalo, uma prática que agradou ao respeitável.

Dirigiu a corrida o Sr. Tiago Tavares, assessorado pelo Dr Carlos Santos.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.