Sábado, 18 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

O dia foi dos mais novos na Chamusca!

Decorreu ontem um espectáculo de variedades taurinas que registou a entrada de pouco público na praça de toiros da Chamusca.
12 de Maio de 2013 - 21:16h Crónica por: - Fonte: - Visto: 1275
O dia foi dos mais novos na Chamusca!

Decorreu ontem, sábado, dia 11, com pouco público o anunciado festival de variedades taurinas na praça de touros da Chamusca.
Os praticantes Tiago Lucas, Alexandro Gomes e os amadores Marta Valente deixaram-se ver enquanto as suas lides no entanto, sem notas de destaque, Diogo Oliveira este, o mais jovem entre todos e ainda, o “Grupo de Forcados Amadores da Chamusca ” completava o programa da parte equestre e depois então, na lide a pé, Pedro Cunha da "Escola de Toureio José Falcão de Vila Franca".


As primeiras 3 rezes - um sem ferro e 3 de Lopes branco - apresentaram nas respetivas espádua, o número 9, o que equivale a 4 anos de idade - nem peso, nem carne, nem cornos, nem presença, nos deixaram antever isso -, o quarto da ordem, bem mais pequeno de todos os outros, terá sido o pior tarde, sem ferro, pequenote, magro, com arrancadas de manso, meias investidas indefinidas, sempre à procura de um buraco para fugir mas, nem por isso o jovem cavaleiro de Bucelas se comprometeu e, logrou destacar-se com alegria, expedito, a chegar ao público, o mesmo que reagiu de um modo mais veemente e com calorosa  manifestação!


Os forcados, executaram as 4 pegas de caras ao primeiro intento e se qualquer dificuldade atendendo  à nobreza dos seus opositores mas, devo reparar em que o último forcado da cara da tarde desenvolveu, com o negro e mais pequenote do espetáculo, uma pega com cunho de perfeição, bem chamado, bem recuado e bem reunido! Os outros 3 caros deverão continuar a treinar, sobretudo na tourinha a aprender a recuar!
 
Facilmente, também atuou o aluno da escola vila-franquense gerida pelo matador de touros Vitor Mendes, com o capote de facto, talvez algo nervoso não se definiu muito bem, certamente como desejaria, já com as bandarilhas mostrou-se mais à-vontade e promissor, com a muleta agradou igualmente por via de alguns vistosos derechazos, naturais bem defenidos, numa ou outra chicuelina de boa nota, redondos sacados de costas e sempre os passes de peito bem delineados a rematar todavia, confesso que o jovem a ter-se preocupado mais em baixar mais a mão da muleta, teria tirado mais resultados!   

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.