Segunda-feira, 27 de Março de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Festival taurino misto em Serpa resultou entretido

Decorreu ontem, com mais de meia casa forte, e num ambiente agradável o tradicional festival taurino misto em Serpa. O espéctaculo resultou entretido.
20 de Abril de 2014 - 14:59h Crónica por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1433
Festival taurino misto em Serpa resultou entretido

Integrado nas festas em honra de Nossa Senhora de Guadalupe decorreu ontem, com meia casa forte, o tradicional festival taurino misto, em Serpa.

Cartel composto por Luís Rouxinol, Sónia Matias, Filipe Gonçalves e Luís Rouxinol Jr. A pé Manuel Dias Gomes e Diogo Peseiro, aluno da Academia de toureio do Campo Pequeno. As pegas estiveram a cargo dos forcados amadores de Moura e Beja. Foram lidados toiros das ganadarias Varela Crujo, Eng. Luís Rocha, Passanha Sobral, Ascensão Vaz, Falé Filipe e Murteira Grave.

Abriu a função Luís Rouxinol que imprimiu uma boa lide frente ao toiro Varela Crujo que cedo rachou e pouco transmitiu. O cavaleiro preparou as sortes, deixando a ferragem da ordem. Terminou a lide com a assinatura habitual, o par de bandarilhas.

A Sónia Matias coube lidar o toiro do Eng. Luís Rocha, que saiu à arena, sem apresentação, escasso de forças e doente. A Cavaleira colocou dois ferros, acabando este por recolher aos curros. Para o público não sair defraudado acabou por lidar o sobrero, um toiro de Passanha Sobral que se deixou lidar. Sónia Matias andou em bom plano.

Filipe Gonçalves lidou também um Passanha Sobral mal apresentado, tardo na investida. O cavaleiro andou dentro do seu registo terminou a lide com um violino e um par de bandarilhas. A lide agradou ao público.

Luís Rouxinol Jr. teve por diante um toiro cabano de Ascensão Vaz que acabou por cumprir. Preocupado em fazer as coisas bem feitas, o jovem amador demonstrou estar preparado para outros voos. Depois do terceiro ferro curto convidou o seu pai para cravar o quarto ferro em sorte violino, terminando a lide em bom plano.

A pé Manuel Dias Gomes andou com valentia frente ao exemplar de Falé Filipe. Na muleta o toiro não tinha recorrido, ficava curto pelo piton direito, derrotando por cima depois dos passes. Manuel Dias Gomes sacou tudo o que havia para tirar ao exemplar.

Diogo Peseiro teve por diante um Murteira Grave complicado. O exemplar não era pronto, o jovem aluno da Academia de toureio do Campo Pequeno não teve sucesso na sua faena e as coisas não correram de feição. Destaque apenas para os 3 pares de bandarilhas que agradaram ao público.

Quanto às pegas Moura consumou à terceira e primeira tentativa.

Beja concretizou duas pegas ao primeiro intento.

 De louvar a iniciativa que se mantem alguns anos. Um bem- haja para a organização deste festival.

Para o ano há mais!

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.