Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Elvas - Primeira de S. Mateus teve touros e toureiros

Decorreu Domingo à tarde a primeira de duas corridas de toiros integradas nas festas de S. Mateus 2014 naquela cidade raiana.
23 de Setembro de 2014 - 10:56h Crónica por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1170
Elvas - Primeira de S. Mateus teve touros e toureiros

Decorreu Domingo à tarde a primeira de duas corridas de toiros integradas nas festas de S. Mateus 2014 naquela cidade raiana. Com um cartel composto por João Moura, Joaquim Bastinhas e Sónia Matias para lidarem touros da ganadaria alentejana de Francisco Romão Tenório, pegados pelos forcados amadores de Montemor e Académicos de Elvas.

O bonito e confortável Coliseu Elvense recebeu uma moldura humana que preencheu cerca de 3⁄4 da sua capacidade e que saiu satisfeito no final da corrida.

Se, por um lado, quisermos considerar os touros como os principais protagonistas, tanto pela apresentação como pelo seu comportamento em geral (dentro das características do encaste ), exceção feita ao segundo da ordem, não podemos, por outro, deixar de destacar o desempenho e a atitude de todos aqueles que os enfrentaram, cavaleiros e forcados.

A João Moura tocou o melhor lote da corrida e o de Monforte não deixou passar a oportunidade de se mostrar ao seu melhor nível, a fazer lembrar os tempos áureos do seu início, pese embora os seus “cinquentas”. Andou a gosto, mexeu com os touros de forma exemplar, adornou-se e cravou de forma irrepreensível. Em grande forma neste final de temporada.

Joaquim Bastinhas que a jogar em casa não costuma facilitar, teve tarefa complicada no primeiro do seu lote, manso e fugidio. O cavaleiro elvense com verdade, maestria e muito traquejo, cumpriu da melhor forma a difícil tarefa que lhe tocou em sorte. No segundo, um dos melhores exemplares da tarde/noite, Joaquim não perdeu a ocasião para desenvolver uma verdadeira “lide à Bastinhas”. Toureio variado com cites vistosos e alegres, reuniões corretas e boa cravagem. Rematou a lide com um soberbo par de bandarilhas em terrenos de grande compromisso.

Sónia Matias tem no Coliseu de Elvas uma praça talismã, por norma a coisa corre bem e ontem não foi exceção. Com a garra, a entrega e a alegria contagiante que lhe são características e que a fazem chegar com facilidade ao público, conseguiu duas boas atuações com especial destaque para a sua segunda diante do melhor touro da corrida. Pena que a ferragem tenha ficado algo dispersa. Terminou a segunda lide com dois enormes curto cheios de verdade e emoção.

Amadores de Montemor e Académicos de Elvas não tiveram tarefa fácil diante dos murubes de Romão Tenório que, regra geral, mostraram dureza e se empregaram mais no momento das pegas que durante as lides. No entanto, com grande galhardia e valor ambos os grupos terminaram de forma brilhante as suas atuações. Foram caras, por Montemor Manuel Dentinho (3a), Frederico Caldeira (4a) e João Braga (1a). Pelos Ac. de Elvas André Bandeiras (4a), Tiago C Fernandes (2a) e Afonso B Martins (1a).

Dirigiu com o acerto que o caracteriza Agostinho Borges assessorado pelo Dr. José Miguel Guerra.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.