Quarta-feira, 20 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Tarde de glória para os Forcados de Alcochete

Tarde de triunfos para António Telles e Francisco Palha
15 de Agosto de 2017 - 13:36h Crónica por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 279
Tarde de glória para os Forcados de Alcochete

Alcochete, 13 de agosto de 2017, Festas do Barrete Verde e das Salinas. Alcochete vila castiça com muita tradição, terra de forcados e toureiros, mas muito especialmente de muitos forcados e bons, onde nasceram grandes Figuras da Forcadagem. Ontem o Grupo de Forcados Amadores de Alcochete, viveu mais uma tarde de glória, uma tarde triunfal e inesquecível.

Pegaram seis sérios e poderosos toiros, todos à primeira tentativa, na maioria à córnea, mas foram de facto seis grandes e rijas pegas, estando muito bem na cara os forcados escolhidos para cada um dos toiros pelo cabo Nuno Santana, que também executou uma rija e dura pega, estando na retaguarda os restantes sete elementos do grupo a ajudar com eficacia e galhardia o colega da frente, o colega da cara.

Na tarde de ontem foram caras os eguintes forcados: Fernando Quintela,  Pedro Viegas, António José Cardoso, Manuel Pinto, Nuno Santana e João Machacaz

Depois desta minha homenagem destacando aqui a excelente e memorável tarde de ontem do Grupo de Forcados Amadores de Alcochete, vou descrever de forma  curta a atuação de cada cavaleiro nas suas lides distintas.

João Moura, lidou o primeiro toiro da tarde com ferro e divisa da ganadaria de David Ribeiro  Telles, de capa preta, meano e axiblanco e o peso de 515 qulos, que substituiu o anunciado toiro da ganadaria Núncio, o qual se inutilizou no campo. Cravou dois ferros compridos, o primeiro ficou descaido e o segundo foi bom. Na série dos curtos cravou cinco ferros com destaque para o quarto ferro que foi muito bom. Teve uma atuação com agradáveis momentos de lide, pena que tenha abusado no apoio dos seus bandarilheiros para darem lances a mais ao toiro e para muitas vezes o deixarem já preparado e em sorte para poder de seguida cravar os ferros.

António Telles, lidou o segundo toiro da tarde com ferro e divisa da ganadaria de Condessa de Sobral de capa amarela ou castanha (colorau), axiblanco e bragado corrido com o peso de 540 quilos. Cravou dois ferros compridos com destaque para o primeiro à tira muito bom e o segundo ficou descaido. Na série dos curtos cravou seis ferros, com destaque para o primeiro, quarto, quinto e sexto, este já a pedido do público. Teve uma grande atuação com momentos muito bons de lide e de brega, que muito agradaram ao público presente.

Francisco Palha, lidou o terceiro toiro da tarde com ferro e divisa da ganadaria Canas de Vigouroux, de capa borralho (jabonero) com o peso de 530 quilos. Começou a lide cravando dois bons ferros compridos. Passou para a série dos curtos onde cravou cinco ferros com destaque para o segundo que foi excelente e os restantes muito bons. Atuação de êxito e de grande nível, que muito agradou ao público.

João Moura lidou o quarto toiro da tarde com ferro e divisa da ganadaria de Palha, que substituiu o toiro da ganadaria de Veiga Teixeira, que se inutilizou, toiro de capa preta, com o peso de 515 quilos. Na série dos ferros compridos cravou somente um, pois o segundo falhou a cravagem. Na série dos curtos cravou cinco ferros, sendo os dois últimos de palmito. Destaco os quatro últimos que foram bons. Uma vez mais socorreu-se aos lances de capote dos seus bandarilheiros.

António Telles, lidou o quinto toiro da tarde com ferro e divisa da ganadaria de Brito Paes de capa preta e com o peso de 540 quilos. Começou a sua lide com a série dos ferros compridos só conseguindo cravar um pois o outro por defeito da ferragem não conseguiu cravar. Na série dos curtos cravou seis ferros sendo o último a pedido dio público, destraco aqui o terceiro e quarto ferros que foram excelentes, embora tenha tido uma atuação de menos a mais e que muito agradaou ao públicio. Mais uma atuação de grande qualidade e nível deste cavaleiro.

Francisco Palha, lidou o sexto e último toiro da tarde com o ferro e divisa da ganadaria de Vinhas, de capa salgada, ou cardeño e com o peso de 610 quilos. Deu inicio ao seu labor cravando dois bons ferros compridos, passou para a série dos curtos e cravou quatro ferros de qualidade, sendo o último o melhor de toros. Mais umna atuação muito gradavel nesta tarde em Alcochete.

Merece ser mais vezes contratado e aparecer com mais regularidade nas nossas praças.

Uma nota de apreço para os campinos da casa Ribeiro Telles, que estiveram muito bem na condução e maneio do jogo de cabrestos, na hora de recolherem os toiros no final de cada lide. Pena que por vezes alguns Senhores bandarilheiros, tenham tentado interferir no bom labor dos Campinos, que muito gostei de ver atuar nesta agradável tarde toiros em Alcochete.

Tenho que destacar aqui o silêncio que se fez sentir no momento da execução das seis pegas. Foi um grande momento de respeito por parte do público presente. Estavamos em Alcochete e isso ficou bem patente, pena é que nao seja assim em todas as restantes praças deste país.

Osseis toiros estavam bem apresentados, e cumpriram no geral com destaque para a melhor qualidade dos dois últimos toiros, sem menospresar outros exemplares que deram boas lides e grandes pegas.

Estavam dois prémios em disputa, o Prémio de Apresentação que foi atribuido à Ganadaria de Condessa de Sobral, e o Prémio de Bravura, que foi atribuído à Ganadaria Vinhas.

O Júri assim decidiu, porém segundo o meu ponto de vista como aficionado, outros toiros tnham merecuido o  Prémio de Apresentação, e um destes exemplares merecia o Prémio de Bravura e Apresentação, refiro-me ao toiro lidado em  quinto lugar e com o ferro da Ganadaria de Brito Pais.

Antes do início da corrida, a Empresa Toiros & Tauromaquia, prestou homenagem ao Real Club Tauromáquico Português pela comemoração dos 125 anos em defesa da Festa de Toiros.

A Corrida foi abrilhantada com a actuação da Banda de Música da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898, que interpretou Pasodobles como Banda de Alcochete, Torero Cale, Forcados de Alcochete, Amparito Roca, El Barbanha, e muitos outros mais.

A castiça Praça de Toiros de Alcochete, registou cerca de três quartos da lotação preenchidos.

A corrida foi bem dirigida pelo Delegado do IGAC.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

XX

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.