Domingo, 28 de Maio de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

III Corrida de Touros das Tertúlias Montijenses

Homenagem a Albino Bruno na III Corrida de Touros das Tertúlias Montijenses, com triunfo do cavaleiro da terra, Luís Rouxinol Júnior.
09 de Maio de 2017 - 21:59h Crónica por: - Fonte: Sónia Batista - Visto: 357
III Corrida de Touros das Tertúlias Montijenses

 

Meia casa na Homenagem a Albino Bruno, na III Corrida de Touros das Tertúlias Montijenses.

Uma tarde, onde foram lidados exemplares da ganadaria Sommer de Andrade com uma média de 570 kg (pesos entre 545 a 590 kg) Destacando o trapio do primeiro e o comportamento do segundo da ordem.

Rui Salvador, com ambas as actuações, condicionadas pelo lote.

Na primeira lide, obteve como melhores momentos, o primeiro e o terceiro curto, com marcação ao piton contrário. Terminou a lide cravado a sesgo, já que o touro, foi refugiando-se para tábuas.

A segunda lide deste cavaleiro, foi ainda mais condicionada, por um manso que rapidamente criou crença em tábuas. O cavaleiro fez jus ao seu título de “cavaleiro dos ferros impossíveis” com dois curtos cravados em corredor (entre tábuas e touro) com enorme valentia, a qual fez soar o aplauso do público.

Marcos Bastinhas Júnior, sempre atento ao público, conseguiu deixar momentos agradáveis, ainda que, sem o brilho, que lhe estamos habituado a ver. Três compridos, com destaque no segundo, a receber. Nos curtos, tecnicamente mais correcto, nas sortes frontais ao segundo e quarto curto.

Com o quinto da tarde, tarefa árdua, para este cavaleiro. Três tiras nos compridos.

Na ferragem curta, o touro começou a refugiar-se em tábuas e a investir por arreões, o que dificultou bastante a harmonia da lide.

É de ressaltar o desejo de não defraudar o público, que levou ao cavaleiro, a terminar a lide, com um par de bandarilhas cravado entre tábuas e touro, originando, forte embate no cavalo e o apear do cavaleiro. O público soube dar valor à “vontade/coragem” do cavaleiro.

Luís Rouxinol Júnior, foi o benjamim da tarde, com duas agradáveis actuações, levando consigo o triunfo da tarde.

Ao terceiro da Tarde, optou por sortes à tira na ferragem comprida. Com os ferros curtos realizou sortes frontais, bem rematadas. Terminou com uma rosa.

Ao último e mais pesado touro, Rouxinol Júnior, destacou-se novamente nos curtos cravados de frente. Excelente brega nas duas actuações do jovem cavaleiro.

 

Sobre as pegas, a tarde não foi doce, para os forcados. Pela Tertúlia Tauromáquica do Montijo, foram à cara, Luís Carrilho, Márcio Chapa e Ruben Durães; a consumarem à 4ª, 1ª e 3ª tentativa.

Quanto aos Amadores do Montijo Hélio Lopes à 2ª, José Pedro Suiças à 5ª e João Paulo Damásio à 3ª.

 

FOTO GENTILMENTE CEDIDA POR FILIPA GARCIA

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.