Quinta-feira, 23 de Março de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Crónica de Vila Viçosa

Vila Viçosa assistiu no passado sábado ao VIII Festival da sua rádio local, a Campanário. Com uma entrada a rondar os ¾ de casa, o que se lamenta, o cartel justificava casa cheia.
12 de Março de 2017 - 16:32h Crónica por: - Fonte: João Carvão - Visto: 258
Crónica de Vila Viçosa

Vila Viçosa assistiu no passado sábado ao VIII Festival da sua rádio local, a Campanário. Com uma entrada a rondar os ¾ de casa, o que se lamenta, o cartel justificava casa cheia.

A cavalo Rui Fernandes lidou um exemplar de Guiomar Moura que, embora colaborante, apenas permitiu um ou outro apontamento de melhor nota. Rui aproveitou para rodar cinco dos exemplares da sua quadra e mostrou que, tanto cavaleiro como cavalos estão bem preparados para a temporada que ora se inicia;

Manuel Ribeiro Telles Bastos não esteve nos seus melhores dias no entanto, diante de um bom exemplar de Callejo Pires, deixou bem vincado o clássico conceito que tem do toureio. Teve matéria para mais!

A João Moura Jr tocououtro bom exemplar, desta feita de Romão Tenório, que o cavaleiro lidou de forma correcta, com ligação, ritmo e alegria complementada com alguns adornos muito próprios do seu toureio pelo que, desde cedo conquistou o público. No final deu volta com o ganadeiro.

Encerrou a parte a cavalo o rejoneador Leonardo Hernández dando seguimento ao grande ambiente deixado nas bancadas pelo seu antecessor. Realizou também uma excelente lide a um exemplar de El Capea durante a qual mostrou o seu toureio vibrante e variado recorrendo de igual modo a alguns adornos, tão característicos do rejoneiro (e que também influenciam o toureio de Moura Jr,) tanto da sua parte como das suas montadas que chegam com facilidade às bancadas. Protagonizou, com Moura Jr, os melhores momentos da tarde no que toca ao toureio a cavalo.

   Na parte apeada Uceda Leal (que substituiu Ortega Cano), deixou apenas um outro apontamento numa lide de entrega e esforço a um exemplar sem opções;

Morenito de Aranda realizou uma lide agradável com momentos de bom toureio com temple, ligação e bons remates.

Manuel Dias Gomes encerrou a contenda realizando uma excelente faena. Vistoso e variado com o capote executou duas ou três séries de grande classe por ambos pitóns. Uma lide onde ficou bem patente toda a classe, bem gosto e fino recorte do toureio do matador português. No toureio a pé foram lidados três exemplares de Callejo Pires dois deles deram bom jogo.

   Quanto às pegas pelos Amadores de Évora foram caras Miguel Direitinho (2ª) e Francisco Abreu (1ª) e pelos Académicos de Elvas pegaram João Restolho (1ª vistosa) e Tomás Silva (3ª).

   Dirigiu o festival Agostinho Borges. Acho que lhe faltou uma pontinha de sensibilidade ao não permitir um último ferro a Leonardo Hernández que só aconteceu, por grande insistência da parte do público. Era escusado!

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.