Quarta-feira, 19 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Diogo Peseiro em Las Ventas

Crónica da novilhada de Las Ventas, onde debutou Diogo Peseiro
11 de Agosto de 2018 - 13:00h Crónica por: - Fonte: Sónia Batista - Visto: 528
Diogo Peseiro em Las Ventas

 

A novilhada noturna, de ontem, em Las Ventas, teve uma importancia relevante, para os aficionados portugueses, porque todas as oportunidades dadas aos nossos toureiros, em Las Ventas, são sempre de grande relevância, tenha sorte ou nao no lote.

A noite de debute do nosso jovem novilheiro Diogo Peseiro, iniciou-se com a lide de Carlos Ochoa, que  lidou o sobrero Tequila com 506 kg, da ganadaria El Sierro, já que o seu primeiro, que pertencia á ganadaria seleccionada para esta noite, Fernando Peña, saiu inválido.

Carlos Ochoa de capote com veronicas rematadas de meia, para na muleta verificarmos a escassez de forca do novilho.Conseguiu uma serie pela direita com qualidade. Ovaçao com aviso

Com o Fernando Peña n.82 com 524, Ochoa, con mejores modos, sem luzir-se de capote. Destacou-se Andrés Revuelta, da quadrilha do novilheiro, no tercio de bandarilhas. O novilheiro entregou-se na muleta, estando melhor pela direita e no final entrou bem a matar. Ovação

Marcos, o seguinte jovem do cartel, foi evoluindo na lide do exemplar n. 34, com 503 kg. Mostro-se com valor nos derechazos rematados de peito. Ovação.

Para a sua segunda lide, recebeu á  verónica e a sair al quite Peseiro, realizou fregolinas.  Marcos seguiu com doblones, sem se destacar neste tercio. Dificuldades a matar e como tal, recebeu silencio com aviso.

Diogo Peseiro, marcou a seu presença pelos dois tercios de bandarilhas realizados ao novillo Afectivo com 503 kg e ao Atrovador com 526 kg.

De capote por navarras e de muleta visto o novilho ir a menos resultou em passes isolados, ficando a vontade do novilheiro. Dificuldade a matar, como tal obteve silêncio.

A encerrar a noite, Peseiro com veronicas rematadas de meia, a destacar-se nas bandarilhas a quiebro e de violino.

Na muleta andou com vontade mas faltou temple, devido à falta de ritmo da investida do novilho. Novamente dificuldades a matar resultando em silêncio.

A presença de Diogo Peseiro ficou marcada pelos excelentes modos no tercio de bandarilhas e pela vontade do jovem.

 

Foto de Nuno Almeida

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.