Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Luis Rouxinol Jr. e Rubem Giovetti do Grupo de Santarem

Triunfadores na Corrida das Festas de São Pedro no Montijo
02 de Julho de 2018 - 18:11h Crónica por: - Fonte: Foto-Farpas Blogue - Visto: 197
Luis Rouxinol Jr. e Rubem Giovetti do Grupo de Santarem

Monumental Praça de Touros "Amadeu Augusto dos Santos" sábado 30 de junho de 2018, Dia de São Pedro.

Noite triunfal de Luis Rouxinol Jr. e Rubem Giovetti do Grupo de Santarém na Corrida das Festas de São Pedro do passado sábado.

Inserida nas Festas de São Pedro no Montijo, realizou-se a oitava Grande Corrida da Adega de Pegões com um cartel composto pelos cavaleiros de alternativa António Telles, Luis Rouxinol, Manuel Telles Bastos e Luis Rouxinol Jr, os Grupos de Forcados de Santarém e do Montijo, e seis toiros da Ganadaria Charrua.

Estavam em disputa dois troféus para premiar a Melhor Lide e Melhor Pega.

Durante as cortesias foi feito um minuto de silêncio em memória do Senhor Luis Carlos, responsável pelas bilheteiras nas Empresa Aplaudir e Ac Eventos, que faleceu no passado dia 13 de junho vitima de doença.

A corrida dividiu-se em duas partes, na primeira realizaram-se as lides a sós e na segunda as lides a duo.

António Telles,lidou o primeiro toiro da noite com o número 25 de capa preta e o peso de 610 quilos.

Deu inicio à sua atuação cravando dois ferros compridos à tira, com destaque para o primeiro, pois o segundo ficou um pouco traseiro, na ferragem dos curtos cravou seis ferros, com destaque para os três últimos, ja que o terceiro ficou descaido. Teve uma atuação de grande qualidade, estando muito bem dentro do seu estilo clássico a lidar e a cuidar da brega e das sortes, estando sempre bem nas reuniões.

Luis Rouxinol, lidou o segundo toiro da noite com o número 11 de capa preta e o peso de 560 quilos.

O cavaleiro de Pegões esteve correto na lide e brega que imprimiu a este seu primeiro oponente, preparando bem as sortes antes de cravar os ferros que lhe competia, com bons momentos de ladeio. Cravou dois ferros compridos com destaque para o primeiro, pois o segundo ficou descaido. Na série dos curtos cravou quatro bons ferros, um palmito e acabou a lide com um par a duas mãos. Foi uma atuação muito agradável

Manuel Telles Bastos, lidou o terceiro toiro da noite com o peso de 540 quilos.

Perante este seu exemplar, depois de mandar retirar os bandarilheiros da arena, recebeu de praça a praça, cravando um grande ferro à tira que foi muito bom, o segundo ficou descaido e o terceiro foi de novo muito bom. Na série dos curtos cravou quatro bons ferros. Foi atuação muito agradável .

Luis Rouxinol Jr., lidou o quarto toiro da noite de capa preta e o peso de 530 quilos.

Cravou dois ferros compridos de boa colocação e na série dos curtos cravou quatro ferros, com destaque para o primeiro e terceiro, Cravou um grande par a duas mãos e terminou a sua excelente atuação com um ferro de palmo.

Segunda parte da corrida:

António Telles e Manuel Telles Bastos,

lidaram o quinto toiro da noite de capa castanha chorreado e listão, com o peso de 600 quilos.

Tiveram uma atuação muito agradável como é hbitual ver nos cavaleiros da Escola da Torrinha, começaram o seu labor cravando três ferros compridos , que ficaram muito desiguais na colocação, nos curtos a atuação subiu muito de variedade de toureio  e qualidade na cravagem dos ferros, pelo que cravaram bons ferros curtos..

Luis Rouxinol e Luis Rouxinol Jr, lidaram o sexto toiro de capa castanha. Esta atuação de pai e filho foi de grande nível, levndo por vezes o público ao rubro, e muitos espetadore levantaram-se para plaudirem as boas prestações, que estes dois cavaleiros estavam a ter e tveram durante a sua atuação. Cravaram três ferros compridos de boa qualidade com exceção para o terceiro que ficou descaído. na série dos curtos cravavaram cinferros de boa qualidade e um ferro e ema bandarilha  dois palmitos em sorte de violino. Excelente atuação tiveram estes dois cavaleiros, que muito agradou aos espetadores presentes nesta corrida-

Na parte das pegas assistimos a bons e emotivos momentos, pois nem todos os toiros foram fáceis de pegar, noite árdua para os Forcados.

Os seis toiros da Ganadaria Charrua, estavam  bem apresentados e cumpriram pelo que proporcionaram boa atuações aos cavaleiros, menos bem estiveram alguns forcados, que passaram por grandes momentos de apuro na hora de executarem as pegas.

Abrilhantou a Corrida a Banda da Sociedade Filarmónica 1º. de Dezembro de 1854 do Montijo, que tocou Pasodobles como Paquito Chocolatero, Torero Cale, Campanera  entre outros.

A corrida foi dirigida por um Delegado do IGAC, e assessorado por um Médico Veterinário, um Cornetim e um elemento da Polícia local

A praça apresentou casa cheia à vista sem ter esgotado a mesma. Esteve uma noite de temperatura muito agradável.

@

@

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.