Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

A noite de Pablo e Moura Caetano

Em noite quente, já a lembrar o verão, a monumental lisboeta registou uma excelente entrada de publico para assistir a mais uma corrida de touros
20 de Maio de 2018 - 01:31h Crónica por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 190
A noite de Pablo e Moura Caetano

Em noite quente, já a lembrar o verão, a monumental lisboeta registou uma excelente entrada de publico para assistir a mais uma corrida de touros. Corrida que prometia pelo seu bom cartel, e onde António Ribeiro Telles, Pablo Hermoso de Mendoza e João Moura Caetano foram os cavaleiros que se apresentaram em praça.

Aos amadores de Lisboa e Coruche coube a responsabilidade de pegar o curro de touros da ganadaria de Ribeiro Telles, touros a marcar na balança pesos entre os 526 e os 651 kgs, com trapio e boa apresentação.
 
António Ribeiro Telles, esteve em noite não no Campo Pequeno. Começou bem a líde do seu primeiro, mas foi vindo a menos. Esteve melhor no segundo, mas sem ser o António a que estamos habituados. Noites menos boas todos temos, e ontem foi a do ginete da Torrinha.
 
Pablo chegou, viu, toureou, e triunfou. Mostrou a arte do bom toureio. Bregou, templou, e deixou ferros, cravados como se deve, de alto a baixo, sempre com uma suavidade suprema, como se tourear fosse fácil. Se no primeiro esteve muito bem, no segundo foi melhor. Um "bailado" de mestre com uma actuação soberba e sempre em crescendo.
 
João Moura Caetano chegou com ganas de triunfar, e foi a par com Pablo, um dos triunfadores da noite. Andou bem, com gosto e a chegar ao publico. Ferros compridos de muito boa nota e curtos com emoção. Mesmo no seu segundo touro, um oponente a exigir, Moura Caetano mostrou que é toureiro. Com querer e saber, teve uma excelente actuação nesta noite em Lisboa.
Por explicar está ainda o porquê de Tiago Tavares, director de corrida, ter negado a volta no seu primeiro touro. O público não entendeu, e nós muito menos.
 
Noite de glória teve também a rapaziada das jaquetas, com pegas rijas e vistosas.
Pelos de Lisboa foram caras Martim Lopes, Duarte Mira, e João Varanda, sendo as duas primeiras consumadas ao primeiro intento, tendo João Varanda pegado à segunda tentativa.
Pelos Amadores de Coruche, Manuel Ribeiro Lopes e João Ferreira, pegaram ao primeiro intento. Miguel Raposo foi chamado para pegar o último da noite, acabando a ser dobrado por António Tomás, que depois de algumas bem duras tentativas pegou à quinta tentativa.
 
No final da líde do terceiro touro, mais um triste episódio, de um triste individuo, de seu nome Peter Janssen. O conhecido anti-taurino saltou para a arena com o intuito de desbrobar uma faixa de protesto, sem êxito, claro. Foi logo "agarrado" e levado para fora do recinto pela PSP.
 
Dirigiu a corrida, com protesto, Tiago Tavares, coadjuvado pelo veterinário Dr. Jorge Moreira da Silva. Como sempre, e a receber também os aplauso do público pelas suas performances, o cornetim José Henriques.
 
 
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.