Segunda-feira, 10 de Dezembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Moura Caetano destacou-se no Montijo

Crónica da Corrida no Montijo, onde actuaram Gilberto Filipe, Filipe Gonçalves, João Moura Caetano e os Forcados Amadores de Montijo e Alcochete
21 de Maio de 2018 - 21:36h Crónica por: - Fonte: Sónia Batista - Visto: 408
Moura Caetano destacou-se no Montijo

 

A corrida Raporal/Stec, realizada no passado sábado, é já uma data marcante no calendário taurino do Montijo e perante este mesmo aspecto, a Praça de Touros do Montijo, obteve a lotação de ¾ .

A tarde iniciou-se com a homenagem ao caveleiro Gilberto Filipe, que por mais um ano, consagrou-se campeão Mundial de Equitação de Trabalho.

Este cavaleiro é uma referência nesta área da Equitação, não só como atleta mas também como professor.

O cavaleiro lidou o primeiro exemplar da ganadaria Mário Vinhas e Herdeiros Manuel Vinhas, com 510kg, andou correcto com duas tiras nos compridos e nos curtos cresceu na lide para finalizar cravando dois palmos, um de frente e o outro em marcação ao pitón a curta distância.

Na sua segunda actuação, faena mais concisa na parte final, com uma sorte marcada ao pitón contrário, ao touro de 520kg.

Filipe Gonçalves, traz sempre alegria aos tendidos e variedade na sua forma de lidar. Com o Vinhas de 500kg, realizou poderosíssimas batidas ao pitón contrário, cravou um exímio par de bandarilhas e finalizou a sua primeira actuação com um palmo ao pitón contrário.

Ao quinto touro da tarde, o mais pesado, com 650kg, vimo-lo mais dentro do seu género de toureio. Quando finalizou executando o cite já tão característico da sua quadra, com o cavalo a unir os anteriores como se estivesse a bater palmas, para depois cravar uma série com um violino e um ferro de palmo, rematando com pirueta. Grande momento de Filipe Gonçalves.

João Moura Caetano foi o triunfador da tarde, com duas excelentes actuações, mas a destacar a sublime lide que conseguiu ao último Vinhas da tarde.

Cravou duas tiras ao exemplar com 605kg, para seguidamente cravar os curtos em vistosas marcações ao pitón contrário. Este enorme na ultima batida ao pitón numa distância mínima.

Perante o último touro da tarde (515kg), o cavaleiro esteve poderoso nos compridos, saindo da cara do touro nos últimos instantes e com fortes batidas no pitón contrário. Nos curtos continuou a dar primazia ao touro e marcar de forma poderosa.

Quanto às pegas, tivemos pelos Amadores do Montijo, Paulo Damásio, João Pedro Suiças e Hélio Lopes, a consumar à segunda tentativa.

Relativamente aos Forcados Amadores de Alcochete, iniciaram com uma difícil tarefa, tendo sido consumada à quinta tentativa, com Gonçalo Catalão à cara. Manuel Pinto consumou à segunda tentativa e João Machacaz à primeira tentativa.

Dirigiu a corrida o Sr. João Cantinho, assessorado pelo médico veterinário Dr. Jorge Moreira da Silva.

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.