Segunda-feira, 19 de Novembro de 2018
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

A Moita fez as pazes com a data mais importante da Feira Taurina

Crónica da segunda corrida da Feira Taurina da Moita 2018
15 de Setembro de 2018 - 21:40h Crónica por: - Fonte: Sónia Batista - Visto: 615
A Moita fez as pazes com a data mais importante da Feira Taurina

A mais importante data da Feira Taurina da Moita, voltou a ter o seu peso e importância na lotação.

Mais de ¾ de casa , para sete cavaleiros lidarem a importante ganadaria Passanha e os forcados do Aposento da Moita estiveram ao nível desta responsabilidade.

A Daniel do Nascimento, encheu e o Aposento da Moita, aguentou bem esta responsabilidade!

O veterano João Moura abriu a importante data  com uma lide em crescente. Na ferragem comprida evidenciou-se nas marcações ao pitón contrário. Findou a lide com dois palmos igualmente marcados aos pitón.

A lide de António Ribeiro Telles, distinguiu-se da anterior lide relativamente às sortes, optando Ribeiro Telles, por sortes frontais, executando de forma brilhante no último curto.

Luís Rouxinol, optou por tourear sempre a curto e arriscou muitíssimo sobretudo ao quarto curto. Fechou a sua boa actuação com um exímio par de bandarilhas rematado em terrenos de muito compromisso.

Francisco Palha, arriscou muito na ferragem comprida e conseguiu, na minha opinião o melhor ferro da corrida. Marcou ao pitón e aguentou-se na cara do touro até ao último segundo possível, ao terceiro e quarto curto. Empregou muito risco e emoção na sua actuação.

Miguel Moura, recebeu com porta gaiola, não tendo a cravagem comprida resultado tão bem como a valentia deste cavaleiro. Apesar de estar a conseguir uma temporada de muitos êxitos, esta noite não foi a de maior inspiração.

Finalizou com uma rosa, esta lide que apesar de não primar pela qualidade que nos tem habituado, permitiu-lhe volta ao ruedo.

Luís Rouxinol Júnior, muito correcto em todos os momentos das sortes, estando muito por cima do oponente. Evidenciou-se nos curtos cravados de frente a curta distancia; na rosa também em sorte frontal e no par de bandarilhas muitíssimo aplaudido.

António Telles Filho, mostrou bons modos a propagar o estilo clássico dos Ribeiro Telles. Cravou duas tiras nos compridos, nos curtos mostrou detalhes de qualidade com sortes frontais.

Os Forcados Aposento da Moita, conseguiram estar ao nível da qualidade da corrida e da lotação com José Maria Bettencourt a efectivar à 1ª tentativa, tal como Marcos Prata, João Ventura, Bernardo Cardoso, Martim Afonso de Carvalho, mas de todas as pegas concretizadas à primeira, a mais imponente foi a realizada ao último touro por João Gomes. Leonardo Matias consumou à segunda tentativa, numa noite onde o Aposento da Moita renasceu.

 

Foto de Filipa Garcia

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2018 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.