Sábado, 22 de Julho de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

O que é a ATCT?

O Taurodromo.com foi conhecer a ATCT ,Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica. Entrevista com Ricardo Dias Pinto Presidente da Associação.
13 de Agosto de 2012 - 22:42h Entrevista por: - Fonte: - Visto: 1130
O que é a ATCT?

A ATCT, Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica para além de defender tudo o que está relacionado com a tauromaquia, tem uma visão muito mais abrangente.

O Tauródromo.com foi conhecer a Associação na voz de Ricardo Dias Pinto Presidente da ATCT.  

Um projecto bastante interessante que tem pernas para andar.

 

T:Como surgiu a ideia de formar a Associação?

R.D.P:A ATCT – Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica, surge de uma “carolice” minha, ao criar no Facebook um grupo denominado “QUEREMOS UMA PRAÇA DE TOIROS NOVA NA “LINHA”!”, ainda hoje mantido diariamente, que teria por objectivo principal a formação de um movimento de opinião apoiasse a ideia da construção de uma Praça de Toiros multifuncional de modo a permitir simultaneamente espectáculos de cariz tauromáquico e outros em qualquer época do ano.

Esse grupo teve inicio há sensivelmente 3 anos e veio a dar origem à formação desta Associação cuja Escritura Pública foi finalmente assinada no passado dia 30 de Julho. Isto foi possível por se terem reunido uma série de pessoas ligadas de forma profissional ou amadora à tauromaquia, à cultura em geral e ao mundo jurídico, nomeadamente o Dr. Francisco Sequeira Penha, José Luís Zambujeira, Manuel Mesquitella, João Soller Garcia, António Soller Garcia, Rui d'Orey, Aníbal Vaz de Brito e Ricardo Sobreira, tendo por denominador comum a afición aos toiros e à Festa Brava.

T: Em que consiste a Associação?

R.D.P:A ATCT é um organismo legalmente constituído, com um programa vasto de curto e médio prazo a nível nacional, organizada por diversos departamentos cuja implementação será feita progressivamente em função das necessidades, dos objectivos a cada momento e dos recursos humanos que vão estando à nossa disposição.

Esses departamentos, já constituídos e a constituir, são: Departamento de Tauromaquia e Cultura Tauromáquica, Departamento Cultural, Departamento de Produção de Eventos,Departamento de Informação,Departamento de Formação, Departamento Jurídico,Departamento de Marketing,Departamento de Apoio a Novos Talentos,Departamento Desportivo,Departamento Recreativo, Departamento Administrativo, Departamento de Apoio a Animais Carenciados e Departamento Financeiro.

T: Quais os valores pelos quais se rege a Associação?

R.D.P: A ATCT rege-se por diversos valores ligados à Cultura, à Tauromaquia, às Tradições e à Solidariedade Social, que acabaram por gerar programas de curto, médio e longo prazo, dos quais destaco diversas Palestras e Cursos de Formação, ligados não só à Tauromaquia como também às áreas empresarial e ante – empresarial, que serão da responsabilidade do Departamento de Formação, variados espectáculos, exposições,colóquios e outras acções que levem a cultura num cômputo geral e especificamente a Tauromaquia, às populações não só em Oeiras/Cascais/Sintra, mas em a tantas outras localidades deste imenso e valoroso Portugal, cabendo esta importante tarefa ao Departamento Cultural. 

Estamos, também negociar diversos protocolos, com vista a proporcionar a todos os associados reais vantagens em inúmeros serviços, em áreas tão importantes, como a saúde, a alimentação, os seguros e outros. 

Iremos promover diversas actividades ligadas às Tradições Portuguesas, aos nossos usos e costumes, onde cada Região, cada Município, poderá participar de forma activa, divulgando-se assim também a nossa gastronomia, as nossas danças tradicionais, os nossos cantares e o nosso Portugal.Temos em programa realizar diversos convívios entre associados/aficionados, promovendo a criação de uma tertúlia, que funcionará como ponto de referência e de encontro para todos. Será um local de convívio e de confraternização, onde se poderá assistir às demais Tradições Portuguesas, nomeadamente e entre outras, a corridas de toiros, em directo e em diferido.

A ATCT - Associação de Tradições e Cultura Tauromáquica, propõe envidar esforços no sentido de, a curto e médio prazo, desenvolver um projecto que envolva toda a sociedade civil aficionada aos toiros, criando, para tanto, departamentos que trabalhem e possibilitem a transmissão de conhecimentos. Aconselhamento jurídico aos Associados, que será feito através do Departamento Jurídico. 

Em breve a Associação terá um site próprio, que funcionará como meio de divulgação e transmissão de conhecimento, enaltecendo o que é Português, o mundo tauromáquico, a afición, com notícias/relatos diários que marcarão pela diferença, levando também às comunidades portuguesas dispersas pelo mundo.

Por último o nosso projecto de longo prazo: a construção de uma Sala de Espectáculos multifuncional onde se realizarão espectáculos tauromáquicos bem como outros dos mais diversos géneros.

T:Porquê Cascais?

R.D.P:As razões que se prendem com o Eixo Oeiras/Cascais/Sintra têm que ver em primeiro lugar com o facto de eu ser de Cascais e continuar a existir neste momento muita aficion nesta zona que ao contrário do que se possa pensar tem Praças de Toiros conhecidas desde 1877, teve as largadas de toiros na praia que até 2008, altura em que o Dr. António Capucho resolveu acabar com esta festa popular, contra a sua própria população e um conjunto grande de aficionados e profissionais da tauromaquia na zona, fazendo desta uma área altamente qualificada por um lado, mas também muito sacrificada pela demolição da Monumental José Pessoa por outro. No entanto a ATCT é um projecto bem mais abrangente no seu raio de acção, apesar de estar de facto sediada em Cascais.

T: Neste momento como é que a Associação vê o estado da festa de toiros em Portugal?

R.D.P:Apesar da crise que nos assola e que leva a que se encontrem algumas dificuldades, naFesta Brava como, aliás em qualquer espectáculo ou forma de cultura a que seja necessário pagar para assistir, nós temos uma visão muito positiva da Festa Brava em Portugal. Senão vejamos: Quando os espectáculos têm qualidade e as datas são meticulosamente escolhidas, as casas enchem. A prová-lo na semana passada, por exemplo, as enchentes no Campo Pequeno, Tomar, Setúbal, Paio Pires, Redondo, etc.

Do ponto de vista político, aspecto determinante e altamente importante para a manutenção deste nosso espectáculo que muitos tendem a pôr em causa, abrimos o ano com uma vitória fabulosa no Parlamento a 19 de Janeiro, seguida da vitória estrondosa na votação dos Projectos-Lei do Bloco de Esquerda e dos Verdes, que foram alvo de avassaladoras intervenções a favor da Festa de Toiros por parte das Bancadas Comunista, Socialista, Social Democráta e do CDS-PP, a demonstrar claramente aos portugueses que os principais partidos políticos pelo menos no que concerne à tauromaquia estão unidos!

Ainda a considerar uma boa adesão de Câmaras Municipais à Declaração da Tauromaquia como Património Imaterial Cultural Municipal, num projecto que antecede o pedido de declaração da mesma como Património Cultural Nacional ao abrigo do programa da UNESCO!

Isto no seu todo é de facto um cenário que nos deixa um sabor a vitória e progresso para a Tauromaquia em Portugal!

Saldo: Extremamente Positivo!

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.