Domingo, 23 de Abril de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Adalberto Belerique - "...existe o custo da insularidade a limitar-nos"

Adalberto Belerique, cabo dos Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, fez um balanço de temporada ao Taurodromo.com.
20 de Novembro de 2012 - 22:53h Entrevista por: - Fonte: - Visto: 1100
Adalberto Belerique -

Adalberto Belerique é o cabo do Grupo de Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense desde 2001.
Na temporada de 2013 o grupo completará 40 anos de actividade.


Taurodromo.com (T) - Como considera que correu a temporada 2012 para o grupo?
Adalberto Belerique - O balanço desta temporada é francamente positivo para o Grupo. Tivemos 11 actuações, 8 nos Açores, 2 no continente e 1 no estrangeiro. Em todas elas, tivemos boas prestações e mostrámos coesão e maturidade. Temos noção que temos Grupo para mais, no entanto existe o custo da insularidade a limitar-nos.

T - Pegaram um total de 10 corridas, certo? Quais os melhores e piores momentos do grupo na temporada 2012 que gostaria de destacar?
Adalberto Belerique - Actuámos por 10 vezes em Portugal e uma no estrangeiro, mais propriamente no Canadá. Pela positiva, destacaria todas as corridas em que participámos, pela forma como as encarámos, e pelo ambiente de União com que foram vividas. Uma jornada especial, foi sem dúvida a viagem ao Canadá, pela forma como fomos recebidos e acarinhados, e também pelo compromisso que representou, pois pegámos toiros com idade e trapio, sem levarem qualquer ferro. Pela negativa, na minha opinião estão as lesões, que as houve.

T - Qual ou quais a(s) ganadaria(s) que o grupo mais gostou de pegar na temporada 2012?
Adalberto Belerique - Gostamos de pegar todas as que nos calham em sorte. Existem algumas que à partida impõe mais respeito, mas também existem por vezes surpresas, tanto pela positiva como pela negativa.

T - Neste defeso, há possibilidade de rumarem ao estrangeiro para pegar?
Adalberto Belerique - Existe essa possibilidade, e estão a ser delineados os pormenores de duas deslocações ao estrangeiro. Estas acontecerão na próxima época, a do nosso 40º aniversário. Se tudo se confirmar, os destinos serão México e França.

T - 2012 foi mais uma temporada sem bandarilhas de segurança. Como vê o permanente adiar da entrada em vigor do novo regulamento taurino?
Adalberto Belerique - Penso que é uma questão política, e por isso mesmo, e infelizmente, nos ultrapassa um pouco. No entanto, estamos no defeso que antecede mais uma época, e penso que deverá haver pressão de todos nós intervenientes da Festa, junto de quem de direito, no sentido de exigir a entrada em vigor do mesmo.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.