Quinta-feira, 24 de Agosto de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Noite de emoções e de verdade

Crónica da corrida de alternativa de Rouxinol Jr,, no Campo Pequeno, onde recebeu o testemunho das mãos de seu pai
22 de Julho de 2017 - 02:33h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 550
Noite de emoções e de verdade

A NOITE DAS EMOÇÕES E DA VERDADE

A corrida anunciada para ontem no Campo Pequeno, deixava antever emoção. Afinal, trinta anos, depois de seu pai, recebia Luis Rouxinol Jr. a sua alternativa. O mais novo de Pegões recebeu o “douturamento” das mão de seu pai, Luis Rouxinol. Tendo o acto sido testemunhado por António Ribeiro Telles e Manuel Ribeiro Telles Bastos.

A emoção ficou estampada no rosto de Rouxinol pai, e não menos no rosto do patriarca da família, o Ti Alfredo, que assistiu da trincheira ao seu sonho.

O trabalho, o sacrifício, e o progredir num meio em que as dificuldades imperam, dizem bem da força de vontade, do querer, e da persistência da família Rouxinol.

Por mérito próprio atingiram um patamar com que muitos pensavam inatingível.

 

AS LÍDES

Luis Rouxinol Jr., acusou o normal nervosismo da responsabilidade acrescida. Mas nem por isso deixou os créditos por mão alheias. Apesar de alguns toques na montada, a ferragem saiu limpa e com emoção. Saliento o seu segundo ferro curto, que emplogou a praça. Rematou a sua actuação com dois ferros de palmo de boa nota.

 

Manuel Telles Bastos, provou ontem no Campo Pequeno o seu inegável valor. Recebeu o seu primeiro toiro, de nome Cigarrão e com 593 kgs, em sorte de gaiola. A praça silenciou, mas Manuel cravou o seu comprido com mestria e saber. Não se amedrontando, ante o seu oponente que saiu dos curros com toda a velocidade. Pena que tenha vindo a perder qualidade ao longo da líde. Tendo sido o pior do lote.

 

Sobre António Ribeiro Telles e Luis Rouxinol, pouco mais se pode dizer. Está praticamente tudo dito. Eles são o expoente da mestria. Apesar da noite ser dos novos, foram os veteranos os grandes triunfadores. Que lição foi dada àqueles que estão agora a começar. A verdade da líde, os terrenos, o citar, e o cravar. Foi toureio a cavalo no seu esplendor.

De salientar o segundo toiro da noite,  que coube em sorte a António Ribeiro Telles.  Arrimou-se com ele e mostrou toda a classe que apenas os grandes possuem.

Logo a seguir, Luis Rouxinol, no terceiro da noite, de seu nome Luna de Miel e com 587 kgs, mostrou quem manda. Que apesar de ter continuador, ainda tem muito a dizer e a dar à festa.  Como sempre, com muita garra e determinação, Luis Rouxinol toureou com garra e com verdade. Terminando com a sua imagem de marca, um par de bandarilhas de grande efeito, levando o publico a aplaudir de pé.

 

FORCADOS

Os Amadores de Santarém e de Coruche, liderados por João Grave e José Tomás, foram os grupos chamados a pegar a corrida. Uma corrida dura, que pôs à prova todo o saber e valentia da arte de pegar touros.

Por Santarém foram à cara, Lourenço Ribeiro à 1ª, Francisco Graciosa à 1ª, e Luis Seabra à 3ª tentativa.

De salientar o “pegão” de Francisco Graciosa, que com um enorme coração, arrancou uma pega das rijas, daquelas à antiga. Daquelas que parecem ser simples o que é muito complicado.

Pelos Amadores de Coruche, Pedro Coelho à 5ª, Paulo Oliveira à 1ª e José Marques, que depois de quatro tentativas, foi para o hospital, tendo sido dobrado por António Tomás.

 

OS TOUROS

O que ontem saiu à praça, foram touros à moda antiga. Daqueles que levam emoção às bancadas, e pedem meças a cavaleiros e forcados. Os “Graves” de ontem no Campo Pequeno, remeteram-nos a outros tempos. A fazer lembrar que o publico também acorre pelas ganadarias apresentadas.

O curro para além de uma apresentação cuidada, tinha casta, tinha bravura, e fez com que a festa ganhasse alma. São touros destes que o aficionado pretende, e não “toirinhas” paradas à espera do ferro, ou que não dificultam a vida toureiros e forcados. Estes touros do ganadero Joaquim Grave têm toda a verdade do touro touro.

Por isso mesmo o terceiro da ordem, o Luna de Miel, foi indultado e deu volta à praça, ante os aplusos do publico. Bem como o ganadero que também foi chamado a repartir volta, com cavaleiro e forcado.

 

Está de parabéns a empresa Campo Pequeno, pela noite ontem proporcionada. A fazer lembrar os tempos áureos das corridas em Portugal.

Dirigiu muito bem a corrida Manuel Gama, assessorado pelo médico veterinário Jorge Moreira da Silva.

Como sempre o cornetim José Henriques a merecer os aplausos do publico pelas suas performances.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.