Sábado, 23 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

António Ferrera e Paco Ureña triunfam em Sevilha

Quinta corrida da feira uma orelha para cada
01 de Maio de 2017 - 13:49h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 165
António Ferrera e Paco Ureña triunfam em Sevilha

Sábado, 29 de abril de 2017, 5ª. corrida de toiros da Faira de abril em Sevilha. Corrida de muita expetatina na Real Maestranza de Caballeria de Sevilha, já que tinha um grande cartel muito bem montado e composto pela terna de matadores Antonio Ferrera, Manuel Escribano e Paco Ureña, para lidarem um bonito curro de toiros com ferro e divisa de D. Vitorino Martin.

Sevilla, sábado 29 de abril de 2017. Feria de Abril. Toros de Victorino Martín. Bien presentados y de variado e interesante juego. Destacaron, por buenos, 3º y 5º; y por duro, encastado y complicado, el 4º. Antonio Ferrera, ovación con saludos y oreja tras aviso con petición de la segunda; Manuel Escribano, silencio y ovación con saludos tras aviso; y Paco Ureña, oreja y silencio. Entrada: Lleno. Ferrera invitó a banderillear en el cuarto a José Manuel Montoliu, saludando montera en mano. El paseíllo fue amenizado con la interpretación del pasodoble "Manolete", en lugar del clásico "Plaza de la Maestranza". Tras el mismo, Manuel Escribano fue obligado a saludar montera en mano, invitando éste a sus dos compañeros a compartir los aplausos del público.

 

No Paseíllo a Banda de Musica interpretou o Pasodoble Manonete e não o habitual pasodoble Plaza de la Maestranza. No final do mesmo Manuel Escribano convidou os seus alternantes a saírem à arena e de montera em mão, agradecerem os aplausos do público.

 

Com a lotação totalmente preenchida assim foi o que de nteressante se passou na tarde do passado sabado:

 

Antonio Ferrera, escutou ovação no primeiro e no segundo do lote cortou uma orelha, embora tenha havido pedido fraco por parte dos espetadores para a concessão de uma segunda orelha;

 

Manuel Escribano, escutou silêncio no primeiro e ovação depois de aviso no segundo;

 

Paco Ureña, cortou uma orelha no primeiro e escutou silêncio no segundo.

 

No segundo toiro do lote, o matador Antonio Ferrera, convidou o bandarilheiro José Manuel Montoliu, para em conjunto bandarilharem o quarto toiro, gesto muito bonito e nobre, pois este bandarilheiro é filho do falecido bandarilheiro com o mesmo nome, que foi colhido mortalmente em Abril de 1992 em Sevilha. No final deste tércio ambos foram aplaudidos pelos aficionados.

O primeiro e segundo toiros da ordem, foram bandarilhados pelos diestros Antonio Ferrera e Manuel Escribano.

o Quarto e quinto toiros foram bandarilhados pelos matadores bandarilheiros em solitário.

 

 

Foto: Arjona - Aplausos Semanario Taurino on line.

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.