Quinta-feira, 21 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Associação de Imprensa Taurina, será?

As questões que me intrigam no que toca a esta miragem chamada Associação de imprensa taurina...
16 de Agosto de 2010 - 04:40h Pensamento por: - Fonte: - Visto: 1000
Associação de Imprensa Taurina, será?

Esta é uma questão essencialmente orientada para todos os colegas da imprensa taurina pois este assunto de tempos a tempos é levantado, mas que até à data ninguém teve a coragem de dar um passo em frente para trazer à luz aquela associação que iria trazer fim às discórdias entre a imprensa taurina e o resto do mundo.

Eis que ao debruçar-me um pouco sobre esta matéria surge a minha primeira questão, como é que seria possível agregar os interesses de diferentes órgãos de comunicação social numa associação, tendo em conta as características editoriais de cada um para abordar a festa? Em que medida esta associação poderia criar sinergias entre pelo menos duas instituições com estilos editoriais distintos e talvez incompatíveis ou se calhar complementares?

Por esta ordem de ideias deparo-me com um facto talvez incontornável, pois se calhar nem todos poderiam fazer parte dessa associação uma vez que a sua existência iria necessariamente regular e afectar o funcionamento de cada órgão de comunicação social. Estou seguro disso, mas para que isto se esclarecesse preciso de ter respostas para pelo menos mais duas questões, em que medidas é que a Associação iria regular os termos de acesso à mesma? E quais os termos de actuação desta associação?

Relativamente à questão dos termos de acesso à Associação, que tipos de termos estamos a falar? Como vamos diferenciar as revistas e jornais da rádio? E dos sites? E dos blogues? Será que todos podem fazer parte? Ou será que em vez de criar uma associação entre órgãos de C.S., faria mais sentido que essa associação se destinasse aos jornalistas individualmente?

No que toca aos termos de actuação desta nova instituição será que sem querer poderemos estar a criar uma espécie de congregação "pró-monopolista" à semelhança de outros exemplos que temos no nosso dia-a-dia? Quais os interesses desta Associação relativamente às empresas tauromáquicas? E face à própria instituição reguladora dos espectáculos taurinos em Portugal? Quais os objectivos reais de uma instituição deste género? Quais os benefícios dos associados?

Por fim mas não menos pertinente será que faz sentido a existência de uma associação deste cariz? Em que media é que uma instituição deste género poderia trazer benefícios para a tauromaquia em Portugal?

Estou certo que algumas destas questões já passaram pela cabeça de alguns de nós, bem como outras se calhar ainda mais pertinentes, o que é importante é que até agora ninguém teve a coragem de as trazer à tona (pelo menos que eu saiba).

Gostaria que para todos aqueles que se revejam neste assunto ou que lhe encontrem alguma pertinência me enviassem o vosso feedback com resposta a algumas destas questões ou colocando outras em complemento.

Enviar para: pensamentos@tourobravo.com

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.