Sábado, 18 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Sentidos ou linguagem virtual.....

Comentando o artigo de Carlos Ruíz Villasuso, intitulado "El icono de un orgasmo"
18 de Fevereiro de 2012 - 10:56h Pensamento por: - Fonte: - Visto: 969
Sentidos ou linguagem virtual.....

“A leitura é como o toureio, uma vez lido esse parágrafo que nos agita o estômago, nos eriça a pele, nos faz sentir o gosto a amêndoa torrada e nos faz levantar o olhar como querendo tocar o que sentimos nesse momento, esse gosto nunca mais nos abandonará.”

Estas palavras escritas por Carlos Ruíz Villasuso num semanário do país vizinho, convidam uma vez mais á reflexão sobre aquilo a que muitos já chamaram “ a geração virtual”.

Curiosamente, na foto que ilustra este excelente texto, pode ver-se Julian López “El July”, sentado no estribo de um ruedo qualquer, com o capote a seu lado, manipulando com os dedos ums “maquinita de pensar”.

Sem querer pelagiar o autor, não resisto a transmitir algumas das ideias contidas neste artigo.

Diz-nos o autor, aquilo que todos constatámos já, ou seja que as novas gerações para além de não terem hábitos de leitura e de escrita, utilizam essas novas formas de comunicar em linguagens codificadas, fechando-se num quarto de apartamento para em termos mais ou menos corteses, falarem com outros que não conhecem e a quem chamam amigos e de quem recebem “ícones” de sorrisos, como se um “ícone” de um sorriso pudesse substituir um verdadeiro sorriso ou essa linguagem substitua uma palavra escutada ou essa clausura substitua o convívio social com os jovens e os menos jovens.

A poesia e a literatura, são datas que é necessário decorar e, um toiro é sinónimo de “maltrato”.

Essas máquinas que utilizam e envelhecem rapidamente por forma a engrossar os cofres das multi-nacionais que as produzem e que estas assassinam a uma velocidade estonteante, matam os livros a leitura e a sensibilidade humana, ao ponto de que quando inventarem um “ícone” para o orgasmo, as pessoas que o vão receber, podem acreditar que um orgasmo é isso mesmo: um “ícone”.

Dá-nos de facto que pensar estes comentários do autor e está de parabéns pela forma simples e directa como o faz no seu artigo.

 

 

Fonte:C. L. Villasuso 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.