Sexta-feira, 22 de Setembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Estou farto!

Mais um excelente texto de Jesus Lourenço nos pensamentos desta semana. A não perder!
19 de Maio de 2013 - 22:07h Pensamento por: - Fonte: - Visto: 2025
Estou farto!

Já o extraordinário artista humorista e meu saudoso Amigo Raúl Solnado dizia, «Estou farto… senhor, estou farto!..». O mesmo posso eu dizer sobre a hipocrisia, vilania, falta de senso comum que medra por esta afetada cidadania!

Fiquei abismado com a bombástica notícia que recebemos, já três semanas ou mais, a qual, nos deu conta do ex-primeiro ministro José Sócrates vir das franças acerbado desancar à vara-larga sobre o governo e o presidente da república.

Vamos lá a ver se eu entendo o que se está a passar…

A televisão de todos nós – porque a pagamos –, convidou aquele político para comentador! Comentadores partidários já lá havia outros mas então, sem isenção de meios, critérios, princípios e, pelos vistos, também não há vergonha nenhuma!

Falta agora, convidarem o Mário Soares e a sua alegada caquexia!.. Também não será necessário porque ele tem o cuidado de aparecer – pena é que nunca o tenha feito enquanto as dinastias do Guterres e Sócrates!

Será que a seguir vão convidar, igualmente, Pinto da Costa para fazer o mesmo mas, em futebol ou, unicamente de arbitragens da bola!

O que me faltava agora, seria também eu estar a ouvir na mesma estação alguns desses cronistas taurinos que conhecemos por aí cheios de ressábios, compadrios e corruptos, mal-intencionados e mais dados a perseguições escolherem os artistas mais bonitos, pelo comprimento do narizes e dos pés – claro que isto não servirá para todos, felizmente que há o outro lado, o dos bons… mas são tão poucos! Calma, que ninguém se enerve… quem achar por bem, poderá enfiar a carapuça, não faça cerimonia, esteja à-vontade!

Quem não os conhece a viverem à conta dos touros, com entrevistas pagas, viagens ajeitadas e notícias convenientemente concertadas!

Dignidade e justeza são palavras-chave e identificadoras para se chegar a um bom crítico.

Quantas vezes, almocei e jantei convidado por artistas em dias de corridas e sempre em jeito de brincadeira e a rir, proferia: este convívio não terá nada a ver com o resultado da corrida de hoje e, com a consequente crónica que irei desenvolver! São, de facto, as mais diversas figuras que poderão testemunhar estas afirmações.

Também eu, tenho as minhas preferências artísticas mas, nunca por nunca ser, de modo algum, preteri este ou aquele artista em favor de outro ou aqueloutro, só porque me é mais simpático ou mesmo, mais amigo.

Dar uma mãozinha aos principiantes do toureio? Sim, isso é completamente possível, já o fiz inúmeras vezes; digo mais: qualquer artista poderá, eventualmente, ter uma atuação menos conseguida por insuficiência de meios disponíveis, como da matéria-prima, por exemplo, mas nem por isso, o seu esforço deixará de ser respeitosamente  considerado e estimado por mim.

Posso mesmo não ter relações amistosas com fulano, beltrano ou sicrano mas, as suas labutas ser-me-ão sempre respeitados, estimadas e consideradas.

Sejam cavaleiros, matadores, bandarilheiros - mesmo na vertente de peões de brega - forcados, campinos, toureiros cómicos, diretores de corridas, trompetistas de serviço e, até as filarmónicas e logicamente, os touros - todos por mim são apreciados de igual modo e, a haver alguma coisa a não estar bem, o interveniente, será por mim, obviamente, aconselhado como o poderia fazer melhor - tudo tem a ver com a educação, respeito, consideração, elegância e, mais que tudo, conhecimento profícuo, escavado, investigado ao longo de toda uma longa vida.

Nunca ninguém, alguma vez, me abordou em desacordo com alguma das muitas análises, comentários ou criticas por mim desenvolvidas. Por outro lado, infelizmente, já constatei bem ao vivo a um ou outro crítico encostar a cara às mãos de algum artista! É chato… de facto não é bom mas, quem os manda não respeitar o trabalho de cada qual! Quem os manda meterem-se em coisas desconhecendo loisas!

Devo confessar, que também já vi o inverso, artistas prepotentes a arreganharem os dentes, incompreensivelmente, a quem se preocupa com os princípios de razoabilidade! Infelizmente há de tudo!

Um grande prémio que eu tenho, o meu regozijo, o que me cala mais fundo, é quando me encontram nas ruas e, me dizem « assisti à corrida e li diversas críticas à mesma e, a única que relata os factos com integridade foi a sua! As outras não me pareceram, sequer, o mesmo espetáculo!»

 E se nós tivéssemos de aturar igualmente nas estações televisas aquela gente! Irra… abrenúncio, lagarto, lagarto, lagarto!

Já não bastava termos de suportar José Sócrates pleno de ódios, hidrofobias, perseguições, arrogâncias, vinganças e, ainda iriam-mos levar com aqueles?!

Compreendem agora as queridas e queridos leitores porque me vêem com perseguições, atropelos e trôpegos!.. Porque não faço parte da equipa do copia e cola.

Enquanto eu tiver com as minhas capacidades intelectuais, seja em jornais, sites, informação de parede, livros, pasquins, seja o que for papéis a minha vz e alma sempre estará ao lado do espetáculo de touros.  

Estou farto… senhor, estou farto!  

 

 

Prosa escrita em concordância com o novo acordo artográfico 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.