Domingo, 30 de Abril de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

As duas bandarilhas de Manolete

Recordando Manolete e o seu famoso par de bandarilhas
08 de Abril de 2011 - 01:22h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 1360
As duas bandarilhas de Manolete

Segundo alguns, o grande “Manolete” não teria colocado nenhum par de bandarilhas em público durante a sua carreira, excepção de um par que colocou durante uma festa taurina, promovida por um antigo seu companheiro das arenas, Manuel Bievenida “El Papa Negro”. A inexistência de fotos, filmes ou outro tipo de testemunhos, corroboram este facto.

No auge da sua carreira, ao que parece, quando Juanito Bienvenida lhe passou o par das bandarilhas para mão, este terá dito que não iria colocá-las e, ao perguntarem-lhe porquê, este terá respondido: “Porque no he banderilleado nunca!“.

È claro que esta história custa um pouco a entender, uma vez que quase todos os matadores da actualidade o fazem e também devido ás grandes qualidades deste matador e ao autêntico mito em que “El Maestro“ se tornou, especialmente depois da sua morte trágica na praça de Linares por “Islero”e ao título granjeado de “Califa del Toreo”.

Segundo o testemunho de Juan Bienvenida a colocação deste par terá sido perfeita, deixando "Manolete" feliz, embora não o deixasse transparecer, devido ao seu carácter de poucas palvras, existindo uma única foto deste acontecimento e consequentemente deste bandarilhando.

Este pequeno mas interessante episódio, ter-se-á dado em Arganda, perto de Madrid em 25 de Outubro de 1945, quando “El Maestro” acudia a um festival taurino, a favor de um lar de terceira idade da mesma povoação que sofria enormes privações, devido à depressão do pós-guerra civil espanhola.

(Fonte: La cuadrilla, El Mundo.)

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.