Domingo, 25 de Junho de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Matadores de Toiros que tomaram a Alternativa no mês de Julho

Recordando algumas Figuras do Toureio a pé de outros tempos
21 de Julho de 2011 - 17:45h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 1186
Matadores de Toiros que tomaram a Alternativa no mês de Julho

Como se costuma dizer “O SABER NÃO OCUPA LUGAR”, por isso mesmo, decidi trazer ao conhecimento dos estimados aficionados e de todos quantos no dia a dia consultam este site, os nomes de alguns Matadores de Toiros Espanhóis, que tomaram a alternativa no Mês de Julho de um determinado ano. Alguns destes matadores serão por certo mais do seu conhecimento, mas outros houve que serão menos conhecidos, por não terem conseguido triunfar como desejariam, e cedo abandonaram as arenas e entraram no esquecimento do aficionado em geral.

 

Juan González Jiménez “El Trianero” este último nome seu nome artístico, nasceu em Sevilha.

Tomou a alternativa a 6 de Julho de 1958, na Praça de Toiros de Barcelona, tendo como padrinho António Ordoñez e como testemunha Antonio Borrero “Chamaco”.

Lidaram-se toiros da Ganadaria Benítez Cubero.

Confirmou a alternativa a 16 de Maio de 1959, teve como padrinho António Ordoñez e como testemunha Victoriano Valencia (que hoje é sogro do Matador Enrique Ponce).

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Pablo Romero.

Ao longo da sua carreira lidou e estoqueou cem toros.

Na temporada de 1961, atuou em catorze corridas.

 

Manuel Segura Sánchez “Manolo Segura” de seu nome artístico, nasceu a 1 de Março de 1934 na Cidade de Málaga.

Tomou a alternativa de Matador de Toiros a 6 de Julho de 1958, tendo como padrinho Julio Aparicio e como testemunha Manuel Jiménez “Chicuelo”.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Juan Pedro Domecq.

Confirmou a alternativa a 27 de Setembro de 1959, tendo como padrinho Antonio Bienvenida e como testemunha Manolo Vázquez.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de El Pizarral

Ao longo da sua carreira lidou e estoqueou cento e cinquenta toiros.

Na temporada de 1961, atuou em oito corridas.

 

José Maria Clavel Cucalón, José Maria Clavel, seu nome artístico, nasceu a 24 de Julho de 1934 em Valencia.

Tomou a alternativa a 10 de Julho de 1960 na Praça de Toiros de Barcelona, tendo como padrinho Luis Miguel Dominguin e como testemunha Jaime Ostos.

Lidaram-se toiros de Samuel Hermanos.

Confirmou a alternativa a 23 de Abril de 1961, tendo como padrinho “Pedrés” e como testemunha Luis Segura.

Lidaram-se Toiros da Ganadaria de Salustiano Galache.

Durante a sua carreira lidou e estoqueou oitenta e cinco toiros e na temporada de 1961, atuou em trinta e três Corridas de Toiros.

 

Francisco Corpas Brotons “Paco Corpas” seu nome artístico, nasceu em Barcelona a 6 de Julho de 1935

Tomou a alternativa de Matador na Praça de Toiros de Pamplona a 7 de Julho de 1956, tendo como padrinho Joselito Huerta e como testemunha Gregório Sánchez.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Ignacio Sánchez.

Confirmou a alternativa a 12 de Maio de 1957, tendo como padrinho Antonio Vázquez e como testemunha Juan Bienvenida.

Lidarem-se toiros da Ganadaria de Clemente Tassara

Ao longo da sua carreira lidou e estoqueou setenta toiros.

Na temporada de 1961, atuou em 8 corridas.

 

Luis Alfonso Garcés Amago, Luis Alfonso Garcés, seu nome artístico, nasceu em Pozorrubio de Santiago (Cuenca) a 11 de Fevereiro de 1939.

Tomou a alternativa em 10 de Julho de 1960, na Monumental Praça de Toiros de Las Ventas em Madrid, tendo como padrinho Manolo Vázquez e como testemunha Gregório  Sánchez.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Alipio Pérez Tabernero Sanchón.

Durante a sua curta carreira de matador lidou e estoqueou vinte toiros.

Na temporada de 1961, fez duas corridas

 

Izidro Marín Arnedo, com o nome artístico Izidro Marín, nasceu a 15 de Maio de 1928 na localidade de Tudela (Navarra)

Tomou a alternativa de Matador a 11 de Julho de 1951 na Praça de Toiros de Pamplona, tendo como Padrinho Juliána Marín e como testemunhas o diestro português Diamantino Vizeu e o espanhol Rafael Llorente.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Amador Santos

Ao longo da sua carreira lidou e estoqueou cento e trinta toiros.

Na temporada em que se retirou atuou em somente uma corrida.

Despediu-se das arenas na Praça de Toiros de Pamplona na tarde de 16 de Julho.

 

Francisco Arellano Suárez “Curro Montes” seu nome artístico, nasceu a 19 de Julho de 1938 na localidade de Valencina (Sevilha).

Tomou a alternativa na Praça de Toiros de San Feliú de Guixols a 16 de Julho de 1961, tendo como padrinho AntónioOrdoñez e como testemunha Joaquín Bernadó.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Fernández Palácios.

Pensamos que terá tido uma carreira curta, pois só apurámos os dados de ter lidado e estoqueado catorze toiros e na ter feito sete corridas na temporada de 1961.

Joaquín Rodríguez Sánchez “Cagancho” (hijo), nasceu em Sevilha a 5 de Junho de 1927.

Tomou a alternativa em 24 de Julho de 1960, na Praça de Toiros de San Feliú de Guixols, tendo como padrinho António Ordoñez e como testemunha “Chicuelo”.

Pensamos ter sido muito curta a sua carreira, pois segundo apurámos lidou e estoqueou somente dois toiros.

 

Manuel Blázquez Jiménez “Manolo Blázquez” de seu nome artístico, nasceu a 5 de Outubro de 1936, em Medina del Campo (Valhadolid).

Tomou a alternativa em 23 de Julho de 1961 na Praça de Toiros de Barcelona.

Teve como padrinho Manolo González e como testemunha Santiago Martin “El Viti”

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Baltasar Ibán.

Ao longo da sua suposta curta carreira, lidou vinte toiros e na Temporada de 1961 participou em onze corridas.

 

 Martín Sánchez Vaquerito “Pinto”, nasceu a 13 de Julho de 1937 em Pinto (Madrid)

Tomou a alternativa na Praça de Toiros de Barcelona a 24 de Julho de 1960, tendo como psdrinho Julio Aparicio e como testemunha Antonio Borrero “Chamaco”.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de Sepúlveda de Yeltes.

Ao longo da sua carreira lidou e estoqueou trinta e cinco toiros. Na temporada de 1961, atuou em nove corridas de toiros.

 

José Luis Serrano Pérez “José Luis Serrano” seu nome artístico, nasceu a 19 de Março de 1933 na Cidade de Madrid.

Tomou a alternativa a 25 de Julho de 1961, na Praça de Toiros de Guadalajara.

Foi seu padrinho Marcos de Celis e testemunha Pepe Cáceres.

Lidaram-se Toiros da Ganadaria de Flores Albarrán.

Na Temporada de 1961 atuou em duas corridas e segundo sabemos lidou quatro toiros somente.

 

Manolo Murcia Salazar “Manolé” seu nome artístico, nasceu em Málaga a 30 de Dezembro de 1935.

Tomou a alternativa a 30 de Julho de 1961, na Praça de Toiros de Málaga.

Foi seu padrinho Julio Aparicio e testemunha Gregorio Sánchez.

Lidaram-se toiros da Ganadaria de António Pérez.

Durante a sua carreira lidou dez toiros e na Temporada de 1961 participou em cinco corridas.

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.