Terça-feira, 30 de Maio de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Júlio Robles, "Maestro à la Verónica"

Lembrando o grande matador de toiros de Salamanca Júlio Robles
15 de Março de 2011 - 12:25h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 990
Júlio Robles,

Júlio Robles nasceu em Fontiveros, em Àvila no dia 4 de Dezembro de 1951.Desde muito jovem foi residir em Salamanca onde tomou contacto com o mundo do toiro e da tauromaquia, deslocando-se em bicicleta para assistir a tentas na herdades da região.

Tomou alternativa em 9 de Julho de 1972 na praça de toiros de Barcelona, sendo seu padrinho Diego Puerta e como testemunha Paço Camino. Confirmou a alternativa em 22 de Maio de 1973 pelas mãos de António Bienvenida e Palomo Linares.

Foi protagonista de variadíssimos triunfos em Espanha e Américas e ombreou com grandes nomes e figuras da tauromaquia do seu tempo, como Curro Romero, José Maria Manzanares, “ Niño de la Capea “, “ El Viti “ José Falcão e muitos outros.

Das suas qualidades de toureiro, destacam-se a sua habilidade especial e natural com o capote, a sua elegância na arena, a colocação e conhecimento dos terrenos do toiro e dele próprio, o temple, a coragem, sendo as magistrais faenas “ à la Verónica “, autênticos concertos de “ bueno gusto y armonya“  e a sua imagem de marca.

Como exemplo disso, destaca-se a lide em Las Ventas, no dia 2 de Julho de 1987, ao toiro “Juanillo” da ganadaria sevilhana de Felipe Bartolomé Sanz, toiro que recebeu de joelhos e no meio da arena, brindando o público presente com um “farol de muleta“ seguindo-se magistrais passes de elevado conteúdo estético e artístico, pondo a praça em delírio.

Foi colhido violentamente em 22 de Maio de 1980 por um toiro de José Luís Marca, sendo a suas seguintes épocas as mais brilhantes e sérias da sua carreira, saindo em ombros em variadas praças de Espanha.

Na localidade Francesa de Beziers, no dia 13 de Agosto de 1990, foi colhido violentamente pelo toiro “ Timador “ de Cayetano Muñoz, ficando tetraplégico e dependente de uma “silla de ruedas“, vindo a falecer em 14 de Janeiro de 2001, em Salamanca, depois de submetido a uma intervenção cirúrgica.

Em “La Glorieta“, nome dado à praça de toiros de Salamanca por se localizar justamente numa rotunda ( glorieta ), o clube taurino, presidência da autarquia e alguns amigos, colocaram, à frente e nos jardins circundantes á praça, uma estátua deste grande toureiro. Nesse mesmo jardim encontram-se a estátua de “ El Viti “ e um busto de José Carlos Frita Falcão (José Falcão), grande matador de toiros português, homenagem esta também feita por aficionados espanhóis.

A sepultura de Júlio Robles foi profanada por “anti-taurinos”em Setembro de 2008 que para além de vários actos de vandalismo, procuravam exumar o cadáver, roubando o busto colocado na sepultura, para só devolvê-lo “quando as corridas de toiros acabassem definitivamente“. 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.