Segunda-feira, 24 de Julho de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Palomo Linares y o troféu de Madrid!

Recordando o grande matador de toiros Palomo Linares
27 de Março de 2011 - 23:07h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 889
Palomo Linares y o troféu de Madrid!

Sebastián Palomo Martínez, nasceu em  27 de Abril de 1947 em Linares, Jaén na Andaluzia.

Enquanto jovem, devido ás dificuldades económicas da sua família e à depressão causada pela “guerra civil“, foi aprendiz de sapateiro desde os oito anos de idade, practcando e aprendendo a arte de lidar, toureando bezerros e vacas das quintas das redondezas, ás escondidas, alimentando a vontade e desejo de um dia vir a ser toureiro. Dada a sua extrema vivacidade e rapidez, nesses tempos, era conhecido pelo“apodo“ de “ La Rata “.  

Em 20 de Julho de 1964, debutou em Madrid como aspirante a toureiro e mais tarde em Ondara, região ao norte de Valência, obtém grande triunfo, cortado duas orelhas com toiros de Nuñez Guerra.

Tira a alternativa em 19 de Maio de 1966 das mãos de Jaime Ostos na praça de toiros de Valladolid, lidando toiros de Salustiano Galache e aos dois toiros que lhe foram destinados nessa tarde, corta as duas orelhas, alcançando o triunfo nessa tarde.

Confirma a alternativa em 19 de Maio de 1970 em Madrid pelas mãos de outra “leyenda de toreo “ Curro Romero e Juan José Garcia Corral, lidando o toiro de nome “ presumido “ de 555 Kg, da ganadaria António Peréz Angoso.

Com Paço Ruíz, Eduardo Lozano e Manuel Benitez “ El Cordobéz “ formou o grupo “Los Gurrilleros” com o objectivo de tourearem sempre juntos e com o fim de criarem uma independência dos empresários, o que resultou num fiasco, devido á categoria das praças e da qualidade do gado lidado.

Foi co-protagonista de vários filmes muito populares na época, filmando com outra grande vedeta do cinema e da canção Josefa Flores González,  mais conhecida por “ Marisol “.

Célebre ficará sem dúvida a sua tarde de 22 de Maio de 1972, em Madrid, em que cortou um “rabo“ ao toiro “ Cigarrón “ de Anastásio Fernández de 566 Kg, cartel em que era acompanhado por Andrés Vasquez e Curro Rivera, este último grande toureiro mexicano. Ao que parece não se cortava um “rabo”em Las Ventas desde o final da guerra civil, facto esse, que causou bastante polémica e debate na opinião de críticos e aficionados e  transportou Palomo para a fama, convertendo-se num fenómeno social desde então.

È proprietário da muito antiga (1895) e prestigiada ganadaria de Alipío Pérez-Tabernero que rebaptizou com o nome de Ganadaria Palomo Linares.

Retirou-se em 1997 despois de ter lidado em mais de 1000 corridas.

Hoje dedica-se á sua família e a outra das suas paixões: a pintura.

 

 

 

 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.