Quarta-feira, 22 de Novembro de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

"Cagancho", toureio respeitável, pausado e majestoso!

Recordando o grande toureiro sevillano Joaquim Rodríguez Ortega "Cagancho"
02 de Novembro de 2011 - 12:34h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 1021

Joaquim Rodríguez Ortega, nasceu no Bairro de Triana em Sevilha, no dia 17 de Fevereiro de 1903.

Tirou a alternativa em Múrcia no ano de 1927 pelas mãos de Rafael “El Gallo”, lidando o toiro “Orejillo” de Maria del Cármen Federico e foi testemunha Francisco Vega de los Reyes "Gitanillo de Triana",sendo seu padrinho o grande “Chicuelo”, confirmando a mesma alternativa em 21 de Junho do mesmo ano em Madrid, tendo sido seu padrinho Valência II e Marcial Lalanda.

O seu “apodo”  foi-lhe atribuído pelos seus amigos e admiradores, devido ao negócio da sua família, uma “serralharia” que fabricava “ganchos de ferro” e, cada gancho deu origem a “Ca…gancho”.

De origem “gitana” começou desde muito novo a lidar bezerros e aos 15 anos, organizou com um grupo de amigos, uma colecta com o objectivo de comprar um novilho para ser por ele lidado, o que conseguiu, lidando tal novilho em “La Venta de Guardería”, ganhando logo aí, os primeiros apoiantes e admiradores, tal era a sua arte, estilo e temple utilizados nas lides.

Ainda como novilheiro conseguiu fama e êxitos, sendo talvez o seu ponto alto ao tourear em “Las Ventas “ com o capote, usando as maõs baixas, o que até então não se via, por ter caído em desuso, gelando e levando a praça de Madrid ao rubro aplaudindo de pé, tal foi a elegância, temple e beleza de tal faena.

Um grande crítico tauromáquico da época, disse mesmo que até então, nada nem ninguém havia toureado um toiro daquela forma, nem sequer se teria aproximado de tanta “quietude, temple e beleza”, levando o toiro empapado nas pregas do percal que ao que parece, mais parecia de seda, ao ponto de parecer que não existia touro na praça.

Desenvolveu parte da sua carreira no México, país onde era muitíssimo querido e solicitado, tendo-se retirado em 1954 num festival onde brindou a assistência com magistrais passes de capote “à Cagancho”.

È de notar que Pablo Hermoso de Mendonza, baptizou talvez o seu “caballo estrella” com o nome de “Cagancho” em homenagem a esta grande figura de grande toureiro.

Faleceu em na capital do país Azteca, vítima de cancro de pulmão aos 81 anos de idade e está sepultado no cemitério de “Las Lomas” em México D.F.

 

 

 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.