Domingo, 23 de Abril de 2017
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

"Matajacas" asesína a António Montes, torero "Trianero"

Recordando o matador de toiros "Sevillano" António Montes.
02 de Setembro de 2011 - 19:52h Pedaços de história por: - Fonte: - Visto: 920

Antonio Montes, nasceu em Sevilla no Bairro de Triana em 20 de Dezembro de 1876.

Apresentou-se em Madrid a 13 de Novembro de 1898, tendo tirado a alternativa em Sevilla no dia 2 de Abril de 1899, lidando o toiro “Borracho” da ganadaria de "Otaolarruchi" sendo seu padrinho o matador Fuentes.

Confirmou essa mesma alternativa em Madrid em 11 de Maio desse mesmo ano, sendo seu padrinho de alternativa “ Lagartijo” , corrida onde foram lidados toiros do Duque de Verágua.

Apelidado de precursor do próprio Juan Belmonte “El Pasmo de Triana”, levou ás lides uma certa emoçao e risco, pisando os terrenos do toiro e sendo muito hábil e plástico nos seus movimentos, conseguindo assim grande popularidade e cartel em Espanha e, especialmente no México.

Na cidade e capital do México, lidou no dia 13 de Janeiro de 1907, uma corrida em que ele próprio era a atracçao principal do cartel, onde foram lidados toiros espanhóis (Saltillo) e mexicanos (Tapeyahualco).

Coube-lhe lidar o toiro “Matajacas” da ganadaria mexicana, toiro de haste finas e dianteiras que apresentou desde o inicio da lide um comportamento inconsecuente e perigoso.

Depois da lide e ao ejecutar a sorte final, o toiro mexicano colhe-o violentamente, vindo o toureiro a falecer 3 dias depois.

Colocado o seu corpo no “panteón” español da capital mexicana, à espera de ser transladado para Espanha, um incêndio consumiu o edificio, reduzindo o corpo de Montes a cinzas.

Mais tarde, Juan Belmonte e um grupo de aficionados, transladaram as cinzas deste toureiro para o Barrio de Triana na capital Andaluza.

 

 

 

 

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2017 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a devida autorização.