Quinta-feira, 24 de Outubro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

A Corrida mista do Colete Encarnado

Crónica da Corrida mista do colete encarnado do passado domingo em Vila Franca de Xira
10 de Julho de 2019 - 23:28h Crónica por: - Fonte: Sónia Batista - Visto: 709
A Corrida mista do Colete Encarnado

A Palha Blanco encheu com 3/4 fortes, no dia seguinte à corrida dos São Torcato em Coruche, dia este, da corrida do Colete Encarnado em que repetia a ganadaria.

António Ribeiro Telles teve pela frente o único bravo da tarde com 485 kg, ao qual, cravou dois compridos, tendo resultado com melhor eficácia o segundo de frehte. Optou por manter um toureio frontal na ferragem curta. Obteve uma volta neste touro.

No segundo do lote, o touro mais pesado da corrida (525kg) e também o mais bravo vimos António  Ribeiro Telles a receber à porta gaiola e nos curtos optpu principalmente por sortes com batidas ao pitón contrário.

A conjugação da bravura do touro e técnica do cavaleiro culminou em duas voltas.

Francisco Palha, com o segundo touro (490kg) da corrida, que apresentava investidas tardia e fortes, deu a volta à sua actuação nos ultimos três curtos, os quais fizeram vibrar as bancadas, a quando da viagem de praça a praça e de frente, a aguentar-se na cara do touro até aos últimos instantes. Volta para o cavaleiro nesta lide.

O refrão taurino, ” No hay quinto malo" não se aplicou, já que este quinto São Torcato (480kg)não permitiu volta ao cavaleiro.

O cavaleiro teve de meter a dinâmica que faltava ao touro, com batidas ao pitón contrário.

As pegas estiveram a cargo do Grupo de Forcados Amadores de Vila Franca, com David Moreira e Pedro Silva a consumarem à 3ª .

Rui Godinho á 1ª, destacando-se também o rabejador Carlos Silva.

A fechar o plano das pegas foi á cara Guilherme Dotti a consumar com uma excelente primeira ajuda de Diogo Grilo, na 3ª tentativa.

O cartel desta corrida mista, contou com a presença do matador António João Ferreira. 

Este matador destacou-se de capote na lide o seu primeiro Sao Torcato (460kg) com lances por veronicas rematadas com meia veronica e revolera e seguidamente por tafalleras rematadas com revolera.

O tercio de muleta iniciou com estatuários de pés juntos e quietos a agarrar logo todos os aficionados dos tendidos, fazendo ecoar "olés"

Na restante lide, o publico sentiu o constante perigo que impunha este touro e vimos o matador a expor-se em terrenos de muito compromisso e a tourear com alma por ambos os pitóns. Lide com qualidade, técnica, risco e no final com aplausos mas sem volta.

Ao encerrar a tarde, lidou um touro com 479kg, que apesar de nada permitir ao toureiro com o capote, Ferreira empenhou-se a dar a volta e marcar posição, mais uma vez no panorama taurino português. Esta foi uma lide construida pelo matador, por ambos os pitóns, onde novamente, a lide teve como base a exposição ao risco e o conhecimento técnico, que exigia este touro.

Foram duas lides, que requeriam toreria, entrega e extremo conhecimento técnico.

Vila Franca, teve uma tarde volto a frisa, exigente, onde foi notória a entrega de todos os componentes deste cartel.

 

 

Texto Sónia Batista

Foto Nuno Almeida

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.