Segunda-feira, 12 de Abril de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Forte competição em noite de Alternativa

O Campo Pequeno foi o palco da alternativa de Duarte Pinto
24 de Julho de 2009 - 04:14h Notícia por: - Fonte: - Visto: 851
Forte competição em noite de Alternativa O 1º taurodromo do país quase encheu para ver a tomada de alternativa do cavaleiro de dinastia Duarte Pinto.

Duarte Pinto lidou o 1º da noite. Entregou-se à lide a gosto, pleno de postura e com uma jovial alegria colocou as ferragens em assertividade de terrenos e sortes já que se entendeu na perfeição com o exemplar de Mª Guiomar C. Moura com 618kg, de nome "Pueblo".

Houve, porém, forte competição dos seus alternantes:

Paulo Caetano não andou bem nas cravagens - terminada a lide só um ferro comprido se mantinha no morrilho. Contudo, pela escola de equitação que é este cavaleiro, não pôde deixar de impressionar com as bregas bem ajustadas e de grande poder.

Joaquim Bastinhas ganhou o público quando foi esperar o seu exemplar à porta gaiola, donde partiu para uma emocionante brega. A partir daí, aquela alegria inesgotável com que toureia fez o resto pela lide que, pelo bom som da investida, se desenhou em emotivos ferros.

João Moura Caetano quis dar de si o melhor num toureio pouco ortodoxo. Optou por cravagens a distância muito curta, com a montada a sair em terrenos comprometedores, que não ganharam em emotividade o que perderam pelo desluzimento e antes sim uma colhida do cavalo contra as tábuas e ligeiros toques à garupa.

Marcos Bastinhas optou por não perder tempo com preciosismos e isso valeu-lhe reconhecimento do público. Andou muito correcto na lide do mais complicado do lote, optando por cravagens frontais de bonitos efeitos nos terrenos que lhe pedia o exemplar.

A lide a duo foi a menos vistosa. O veterano Emídio Pinto acusou o tempo de ausência nos ruedos mas acabou por entender-se com cravagens de simplicidade mas muito verdadeiras. Duarte Pinto que no início desta lide viu dificuldades, depressa as ultrapassou ajudando a resolver os "problemas" que se lhe surgiam.


As pegas foram o pior capítulo da noite!

GFA Cascais: 1ª e 1ª Tentativa (Joel Zambujeiro e Luis Camões)
GFA Monforte: 2ª e 2ª Tentativa (Paulo Freire e Luís Aranha)
Académicos de Elvas: 3ª e 2ª Tentativa (Pedro Pimenta e Joaquim Guerra)


Na primeira pega um dos ajudas de Cascais - Luís Balão, saiu para a enfermaria com uma bandarilha enganchada na mão, só voltando às trincheiras na lide do 3º toiro já com a mão ligada (recebeu um forte aplauso).

Ivan Nabeiro (cabo dos académicos de Elvas) que foi dar 1ª ajuda na 1ª pega do seu grupo lesionou-se também com aparato, ficando na arena sem conseguir levantar-se depois do impacto da recepção.

Não perca a reportagem fotográfica brevemente disponível.
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.