Segunda-feira, 12 de Abril de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Entrevista ao Cabo dos Amadores de Coruche

A entrevista do Jornal de Alcochete ao cabo dos Amadores de Coruche que tomará parte na corrida de dia 11 de Agosto em Alcochete.
29 de Julho de 2009 - 15:13h Notícia por: - Fonte: www.jornaldealcochete.com - Visto: 2605
Entrevista ao Cabo dos Amadores de Coruche No dia 11 de Agosto os Amadores de Coruche vão pegar toiros de Fernandes de Castro a par com o Barrete Verde de Alcochete. Por esta ocasião foi entrevistado o cabo daquele grupo, Amorim Ribeiro Lopes, pelo Jornal de Alcochete, que damos aqui por integralmente reproduzida.

Jornal de Alcochete: Quais as origens do Grupo de Forcados Amadores de Coruche?
Amorim Ribeiro Lopes: O Grupo de Forcados Amadores de Coruche fez a sua estreia oficial na praça de toiros das Caldas da Rainha, em 24 de Junho de 1971, numa corrida nocturna em que actuaram os cavaleiros José Mestre Baptista, José Branco Núncio e Luís Miguel da Veiga. Para além dos Forcados de Coruche pegaram também os do Montijo de António Sérgio, sendo lidado um curro da ganadaria do Sr. João Gregório (da Azinhaga). O primeiro Cabo do Grupo foi João Costa Pereira e foi a seguinte a sua primeira formação: Joaquim de Sousa, António Manuel Roberto, Luís Tomaz, Vital Malta, Jorge Gomes, Afonso Grilo, António João, Alberto Caçador, João Felismino e Victor Tomaz. De salientar que todos estes Forcados eram naturais e residentes em Coruche. Desde da sua formação, o G.F.A. Coruche teve cabos, que dentro as suas potencialidades conseguiram que o grupo tivesse uma actividade regular. Nomes como João Costa Pereira (Cabo fundador), José Tadeia, António Tabacão, Francisco Tomaz, Alberto Simões, Vítor Tomaz, José Ribeiro da Cunha e Jesuino Mesquita foram até ao dia 17/08/ 2001 os nomes que tiveram ligados aos destinos do grupo sorraiano.

JA: Quantos elementos possui actualmente?
ARL: Actualmente o Grupo tem 30 elementos nos Amadores e mais 15 elementos do Juvenis em que alguns já vão tendo oportunidade de se fardarem pelos Amadores.

JA: O grupo costuma receber novos elementos? Que idade tem o mais antigo? E o mais novo?
ARL: Todos os anos vai aparecendo nos treinos novos elementos, principalmente gente jovem. Actualmente todos que se fardam foram formados no G.F.A.Coruche, querer dizer que nunca passaram por outro Grupo. O elemento mais novo tem 14 anos e o mais velho 33 anos.

JA: A arte de forcado consegue cativar novos talentos?
ARL: Sem dúvida que sim. E tem-se visto que cada vez há mais Grupos de Forcados. Por um lado é bom sinal, mas por outro é mau. Porque quantidade não querer dizer qualidade. Acho que se ta a deixar um pouco banalizar a imagem do Forcado.

JA: Recorda-se de alguns dos momentos mais importantes da história do grupo?
ARL: Ao longo destes 38 anos ininterruptos já se passaram muitos momentos importantes no historial do Grupo. Não é fácil descrever todos. Mas já tivemos o privilegio de pegar em Praça de Espanha, França, Califórnia - EUA e Ilha Terceira nos Açores, levando arte de pegar touros e o nome de Coruche que orgulhosamente ostentam.

JA: Como está a correr a temporada até ao momento e quais as perspectivas até ao final?
ARL: Neste momento, está a ser mais uma temporada muito positiva na qual já realizamos 10 corridas. Em que destaco a Inauguração Oficial da Temporada na Praça Toiros do Campo Pequeno, a corrida da RTP em Coruche e a corrida em Salvaterra de Magos onde pegamos a Ganadaria mais antiga do País os famosos Vaz Monteiro. Até ao final da temporada temos agendado mais 8 corridas em que a perspectiva vai ser muito boa.

JA: Quais os objectivos do grupo para o futuro?
ARL: Os objectivos do Grupo são sempre os mesmos. Defender a imagem do Forcado Amador, elevar o nome de Coruche e ir melhorando temporada a temporada.

JA: O grupo já pegou na praça de Alcochete? Qual a sua opinião sobre esta praça?
ARL: É a primeira vez que o Grupo vai pegar nesta Praça. E queria aproveitar para agradecer a Empresa Toiros e Tauromaquia mais precisamente ao Exmo. Sr. António Manuel Cardoso por a Praça de Toiros de Alcochete começar a fazer parte do Historial do G.F.A.Coruche. É das Praças mais importantes do nosso país, onde vemos sempre o toiro sério, um público aficionado, exigente com todos os intervenientes no espectáculo.

JA: Conhece as Festas do Barrete Verde e das Salinas, de Alcochete?
ARL: São as Festas mais antigas e carismáticas do nosso Continente, onde se respira aficion.

JA: O que espera da corrida de toiros a 11 de Agosto, na Praça de Alcochete, com Vítor Ribeiro, Rui Fernandes e João Telles Júnior e os forcados do Aposento do Barrete Verde de Alcochete e Amadores de Coruche?
ARL: Espero uma grande adesão de público à Praça de Alcochete, porque vão assistir a um grande espectáculo de toiros, onde tem todos os ingredientes para ser uma Corrida que vai de certeza marcar a temporada.

JA: Os toiros da Ganadaria Fernandes de Castro prometem boas lides?
ARL: São sempre toiros pesados e de excelente apresentação, em que são exigentes para todos os intervenientes.

(AO)
Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.