Sexta-feira, 16 de Abril de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Islero, el toro asesíno............

O artigo de hoje do aficionado José Ferreira, recorda o matador de toiros "Manolete".
30 de Julho de 2010 - 14:21h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1630
Islero, el toro asesíno............

O toureiro Manuel Laureano Rodríguez Sanchez, nascido em Córdoba em 4 de Julho de 1917, mais conhecido por" Manolete " morreu vítima de uma cornada profunda de um toiro da ganadaria Miura com o nome "Islero", durante uma lide na "Plaza de Linares" na provincia da Andaluzia em 29 de Agosto 1947.

No final da lide e quando se preparava para matar, este toiro Miura desferiu-lhe uma cornada profunda, devastando-lhe a " veia femural " . Ainda consciente e enquanto fumava um cigarro, disse que tinha muita pena de ter desapontado sua mãe e que também não sentia a sua perna, isto pouco antes de falecer.

Chamado por uns "El Califa del Toreo" ou considerado um verdadeiro "mito" das artes de lidar e matar um toiro, este toureiro transformar-se-ia num verdadeiro "Comandante de la Fiesta".

Tirou a alternativa em "La Maestranza" em Sevilha em 1939, confirmação no mesmo ano em "Las Ventas" Madrid, tendo a sua última actuação nesta mesma praça decorrido na " Corrida de Beneficencia" presidida pelo Presidente da República Espanhola, General Francico Franco.

Adulado e adorado por toda a Espanha, México, Peru, Venezuela, toureou com figuras como Dominguín e Francisco Vega de los Reyes ( Gitanillo de Triana )

"Chicuelo", Marcial Lalanda e muitos outros nomes da época.

A memória deste dia está presente numa placa de parede na

"Plaza de Linares" , lembrando a morte trágica deste toureiro e rendendo-lhe a homenagem merecida.

A seguinte frase traduz, qual a opinião sobre tão grande figura:

"Manolete era un gran Matador. Según algunos, el mejor que jamás haya existido".

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.