Domingo, 11 de Abril de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

David Gil, o toureiro dos Andes...

Comentando a afición deste toureiro e a sua carreira no Perú
05 de Julho de 2011 - 17:10h Notícia por: - Fonte: - Visto: 1725
David Gil, o toureiro dos Andes...

“O azar e a fortuna não se repartem pelos homens da mesma maneira”, esta frase escrevemo-la a propósito da diferente sorte de Francisco Rivera “Paquirri” e seu irmão José Rivera “Riverita”, cujo percurso e fama como toureiros, nada tem que ver um com o de outro (ver artigo taurodromo / Riverita de torero a chatarrero).

Também David Gil, matador de toiros natural de Linares, Jaén na Andaluzía, cuja carreira começou a decair a partir do ano 2000, fazendo nesse ano apenas 14 “paseíllos”, para nos seguintes anos não lograr tourear em Espanha mesmo tendo rompido com Rafael Montenegro, seu “apoderado” nessas datas.

Nasceu em 4 de Dezembro de 1972 em Linares e tirou alternativa en Úbeda no dia 12 de Outubro de 1997 lidando o toiro "Bellodito" da ganadaria de Luis Ramírez, cortando nesse dia duas orelhas.

Apaixonado pela profissão de matador de toiros e grande “aficionado a los toros”, decide emigrar para o Peru, contra a vontade de sua família, onde toureia por todo o país, deslocando em camionetas e camiões de transporte de passageiros e noutros casos em camiões onde viaja o próprio gado, sendo considerado uma grande figura local.

Toureia em praças improvisadas, com toiros bravos, mansos e de todo o tipo, sem condições de segurança, em praças sem enfermarias nem médico e muitas vezes a quase 5000 metros de altitude, com tudo aquilo que isso significa em termos cansaço físico.

O melhor “cachet” que recebeu para si e seus ajudantes, foi de 5 500$USD incluído num cartel da praça de Lima, a capital do país, tendo sido o cartel publicitado por todo o Peru.

Toureia em toda a parte em praças de quarta categoria, pelo que recebe apenas “uns centenares de dólares”, onde as bancadas são os próprios montes que circundam as arenas improvisadas e onde “os cánones del toreo” nem sequer são seguidos e respeitados, sendo os “paseíllos” efectuados atravessando a rua principal da aldeia com todas as crianças correndo atrás dos “matadores” a quem os cães ladram durante essas viagens.

Nas imagens do documentário que irá passar na TVE, podemos ver o toureiro fazendo equilíbrio por cima da barreira, tentando desafiar o toiro a regressar à arena, depois este ter saltado as tábuas e levar autêntico reboliço ao meio dos espectadores.

 

Ao que parece, David Gil já haverá terminado a sua aventura andina buscando agora um “hueco” no “escalafón” da sua terra natal, não sem se ter tornado no “Toureiro dos Andes

Fonte: El Mundo / Toros

 

  

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.