Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Suspeito detido tem cerca de 20 anos e será amanhã presente a tribunal

Notícia na íntegra do Correio da Manhã - Foi ontem preso o suspeito de ter atingido com golpes de faca José Maria Cortes, cabo do Grupo de Montemor-o-Novo, durante um confronto em feira.
02 de Julho de 2013 - 15:30h Notícia por: - Fonte: - Visto: 2427
Suspeito detido tem cerca de 20 anos e será amanhã presente a tribunal

Notícia na íntegra do Correio da Manhã, de Henrique Machado - Foi ontem preso o suspeito de ter atingido com golpes de faca José Maria Cortes, cabo do Grupo de Montemor-o-Novo, durante um confronto em feira.

Depois de ter reconstituído a batalha campal em que acabou a madrugada de 23 de Junho na Feira do Turismo e das Actividades Económicas, em Alcácer do Sal, a Polícia Judiciária de Setúbal chegou ontem a um jovem suspeito de ter assassinado a golpes de faca José Maria Cortes, cabo do Grupo de Forcados Amadores de Montemor. Foi preso e deverá ser amanhã presente, em Alcácer, ao juiz de instrução.

O suspeito, apurou o CM, tem cerca de 20 anos e vive na zona de Setúbal, onde a PJ o apanhou ontem – depois de consolidada a prova testemunhal que permite agora ao Ministério Público indiciá-lo por homicídio. Quanto à arma do crime – uma faca com que José Maria Cortes, 29 anos, foi atingido na zona do coração, acabando por morrer ao fim de 4 dias no Hospital de Santa Maria – não terá sido ainda recuperada pela PJ: o suspeito não confessa, para já, o crime.

Não tem antecedentes criminais e, apurou a investigação, estava entre as cerca de 60 pessoas que, junto à zona dos bares da feira de Alcácer do Sal, se envolveram numa rixa, por motivo fútil. De um lado forcados, entre eles alguns elementos do Grupo de Amadores de Montemor-o-Novo, do outro o grupo do agressor, que ontem foi detido. E este terá puxado de uma faca – com que atingiu a vítima, forcado e atleta de râguebi na Agronomia, em órgãos vitais.

José Maria Cortes, que tem sido alvo de diversas homenagens, foi a vítima mortal de um confronto em que ficaram ainda dez pessoas feridas – entre as quais um militar da GNR, agredido a murro. Um outro forcado, Francisco Borges, foi também atingido com golpes de faca, mas numa perna. E, do outro lado do grupo do suspeito de homicídio, outro jovem ficou ferido, gravemente, ao ser violentamente atingido com uma sequência de pontapés na cabeça. Está livre de perigo.

Nota: Os outros suspeitos identificados pela Polícia Judiciária serão constituídos arguidos no processo.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.