Quinta-feira, 17 de Outubro de 2019
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

Ganadaria de Benítez Cubero comemora 75 anos

10 de Setembro de 1939 - 10 de Setembro de 2014
20 de Setembro de 2014 - 20:56h Notícia por: - Fonte: Taurodromo.com - Visto: 1057
Ganadaria de Benítez Cubero comemora 75 anos

A Ganadaria de D. José Benítez Cubero, tem como Antiguidade a data de 10 de Setembro de 1939, a Divisa Aul e branca e como Sinal de Orelhas Zarcillo na direita e puerta na esquerda, o efetivo pasta na Centenaria Herdade de "Los Ojuelos", na localidade Marchena, Sevilha, a qual possui 1.300 hectares e onde desde 1825 pastam reses com procedencia de Cabrera, Vazqueña y Vistahermosa, por don Diego Hidalgo Barquero.

Proprietario é Don José Benítez Cubero Pallares

A procedencia desta Ganadaria vem do ano de 1830, quando Diego Hidalgo Baquero fundou uma ganadaria, vendendo no ano de 1841 uma das duas partes da mesma a Joaquin Jaime Barrero, que depois de sucessivas vendas, passou a mesma em 1910 a José Domecq, o qual aumentou o efetivo com reses de Surga e Parladé.

Em 1924, passou para as mãos de Don António Peñalver, que por sua vez a vendeu no ano de 1929 aos Senhores Pallarés Delsors, aos quais Don José Cubero Benítez adquire a mesma no ano de 1935 e desde essa data mantém o atual ferro. As reses tanto lidam-se com os nomes d Benítez Cubero e Cubero m nome de Benítez Cubero como em nome de Maria Pallarés

Vários foram os toiros desta ganadaria que ficaram celébres e deram prestigio à mesma, como foram os casos de "Rabiador" lidado por Curro Romero em Sevilha no ano de 1957, do qual cortou duas orelhas, "Compuesto" lidado por Antonio Ordoñez em Jerez de la Frontera, numa Corrida Consurso de Ganadarias, sendo indultado, "Saluqueño" em 1960 na Monumental Praça de Toiros de Las Ventas em Madrid, conquistando o Troféu Santo Isidro, "Pastero" lidado numa Corrida Concurso no ano de 1976 pelo Matador de Toiros Francisco Rivera "Paquirri", dando no final volta à arena e ao matador foram concedidas as duas orelhas, "Tachuelero" lidado por Tomás Campuzano na Praça de Toiros de Murcia no ano de 1983, também numa Corrida Concurso de Ganadarias, sendo considerado o toiro mais bravo da corrida, a 29 de Abril de 1965, numa corrida realizada na Real Maestranza de Caballeria de Sevilha, no final da mesma Ganadeiro e Maioral deram a volta à arena na companhia dos Matadores Diego Puerta, Curro Romero e Paco Camino, e no ano de 1967, mais concretamente a 26 de Maio, repetiu-se na Monumental de "Las Ventas" Madrid o mesmo cartel com Diego Puerta, Curro Romero e Paco Camino, sendo um grande êxito para o Ganadeiro.

É uma das Ganadarias históricas da Geografia taurina e onde se criam reses bravas em Espanha.

Na atual ganadaria de Benítez Cubero há dois ferros, um com o nome de Benítez Cubero e o outro em nome de Beníttez Cubero Pallarés e possui cerca de 200 vacas de ventre com o ferro da casa.

Nesta Ganadaria os tipos de pelagem dos toiros podem ser o Negro, Jabonero, Berrendo, Berrendo en Negro, Berrendo en Colorado, Berrendo en Castaño, Berrendo Jabonero Cárdeno, Berrendo Carbonero e outros tipos de pelagens.

Fonte: Unión de Criadores de Toros de Lidia

 

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2019 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.