Terça-feira, 19 de Outubro de 2021
Taurodromo.com A tauromaquia mais perto de si.

AS SANJOANINAS DOS AÇORES APOSTAM NA VARIEDADE DE ENCASTES

A feira taurina das Sanjoaninas, que começa esta próxima quinta-feira dia 23 de Junho, oferece nos seus três festejos principais a lide de ganadarias de diferentes encastes, numa nova aposta pela diversidade por parte da Tertúlia Tauromáquica Terceirense
24 de Junho de 2016 - 15:39h Notícia por: - Fonte: Tertúlia Tauromaquica Terceirense - Visto: 801
AS SANJOANINAS DOS AÇORES APOSTAM NA VARIEDADE DE ENCASTES

A feira taurina das Sanjoaninas, que começa esta próxima quinta-feira dia 23 de Junho, oferece nos seus três festejos principais a lide de ganaderias de diferentes encastes, numa nova aposta pela diversidade por parte da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, organizadora destes festejos na açoreana Ilha Terceira e que completa este ano o seu cinquentenário.

O maior exponente dessa variedade de sangues bravos que reflectem os cartéis é a já tradicional corrida Concurso de Ganaderias, no qual sempre se tentou enfrentar reses de ganaderias continentais, como foi o caso do toiro de Miura lidado na passada edição, com as que pastam nas cada vez mais numerosas e pujantes vacadas desta terra.

Este ano, o concurso - sempre com lide a cavalo - contará com a presença extraordinária das prestigiadas divisas de Juan Pedro Domecq e Murteira Grave (ganaderia formada com reses de Gamero Cívico, Guardiola Soto, Núñez e Domecq), que enviaram toiros escolhidos a capricho para competir pelo apreciado prémio com os das locais de Rego Botelho, Casa Agrícola José Albino Fernandes (ambas de origem Domecq), João Gaspar (originária de Murube) e a debutante de Francisco Sousa, que provém dos sangues de Atanasio Fernández e Pinto Barreiros.

Neste concurso de ganaderias, que se realizará na tarde de 25 de Junho, os lidadores serão os cavaleiros Gilberto Filipe, o terceirense Tiago Pamplona e Marcos Bastinhas. As pegas estarão a cargo dos Grupos de Forcados Amadores de Santarém (o mais antigo do mundo, no seu 101.º aniversário) e da Tertúlia Tauromáquica Terceirense

 

Um dia antes, na sexta-feira 24, os hastados destinados à única corrida de lide a pé pertencem ao ferro local de Rego Botelho, de pura origem Jandilla, ante os quais se enfrentarão os toureiros espanhóis Daniel Luque e José Garrido e o francês Juan Leal.

No domingo 26, como encerramento da Feira, anunciam-se também toiros de duas das ganaderias açorenas, a murubenha de João Gaspar e a de José Albino Fernandes, esta última entroncada em Domecq por via dos produtos da divisa portuguesa de Falé Filipe. Serão lidados por Gilberto Filipe e Marcos Bastinhas, desta vez acompanhados pelo açoreano João Pamplona. Cabe pegar os toiros nesse dia aos Grupos de Forcados Amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e de Turlock, estes oriundos da Califórnia.

Esta concorrência ganadera das Sanjoaninas não se vive apenas na Praça de Toiros da Ilha Terceira, mas também nas ruas, durante as numerosas “touradas à corda” e “esperas de gado” programadas durante as festas, onde se correm reses das ainda mais abundantes ganaderias açoreanas especializadas neste tipo de espectáculos e que defendem o particular orgulho local dos seus partidários.

Todos estos festejos serão complementados este ano com o já também tradicional espectáculo para crianças, na manhã de quinta-feira 23, onde actuarão Claudia Almeida no toureio a cavalo, com pegas do Grupo de Forcados Juvenil da Tertúlia Tauromáquica Terceirense e Paula Santos no toureio a pé, assim como a conferência sobre tauromaquia popular, com destaque especial para as diferentes expressões de “toiros de corda” existentes no mundo, que hoje quarta-feira será proferida pelo jornalista Alberto de Jesús.

Desenvolvido por PrimerDev Lda
Copyright ©2007-2021 Taurodromo.com, Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo, sem a expressa autorização.